Personagens e público no divã

Que a HBO deu um "up" nas séries de TV nos Estados Unidos, já é senso comum. Depois de produções como Família Soprano e A sete Palmos, entre outras, a rede forçou canais pagos como a Showtime, o FX e a AMC a criar atrações mais ousadas. Daí surgiram grandes séries como L Word, Damages e Mad Men, só para citar algumas. E a ousadia da HBO continua rendendo ótimos programas. Quem diria que ver 20 minutos de uma sessão de terapia na TV seria boa idéia? Em Terapia é inovadora. É um trabalho incrível de direção, de texto e de atores. Como a ação se passa somente dentro do consultório, o público fica livre para imaginar as situações narradas pelos pacientes. E Gabriel Byrne está impecável como terapeuta. Confesso que é difícil acompanhar as sessões diárias, mas ver Melissa George (ex-Alias) vulnerável às segundas é imperdível. E outra série de divã chega à HBO. Tell Me You Love Me (Diz que me Ama) sai dos limites do consultório e acompanha a vida sexual de três casais em diferentes idades. E o mais bacana é que, além do sexo - quase explícito, diga-se -, a série mostra como o diálogo entre casais é difícil. Para o casal de 20 e poucos anos, sexo não é problema, mas questões de fidelidade e amor ainda são pré-conceitos. O casal na faixa dos 30 tem a vida sexual abalada por tentativas frustradas de engravidar. Já o casal de 40 e poucos sofre com a falta de sexo. A terapeuta, claro, também revela ao público sua vida sexual com o marido em seus 60 anos. São mais três sessões semanais de terapia. Ou seja, somando com Em Terapia, farei oito sessões por semana. Depois disso, hei de ter alta!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.