Patty Hewes, onde está você?

Querida Glenn Close, quando vi o cartaz promocional da segunda temporada de Damages, minha empolgação foi tremenda. Patty Hewes, sua personagem, segura uma maleta com as mãos sujas de sangue. Eba! Ela vai acabar com mais meio mundo... Mas nada disso aconteceu até agora. Ao contrário. Patty Hewes está sendo enganada pela humanidade. Como você pode deixar isso acontecer é um mistério. Até a tapada da Ellen Parsons (Rose Byrne) está mais esperta do que sua vilã loira. Por favor, não!

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2009 | 22h21

Glenn, veja bem, uma pessoa que foi a manipuladora Marquesa Isabelle de Merteuil (Ligações Perigosas), a vilã-mór Cruella de Vil (Os 101 Dálmatas) e a desequilibrada Alex (Atração Fatal) não pode ter pesadelos com Ray Fiske (Zeljko Ivanek) se matando e, definitivamente, não pode ser enganada por Daniel Purcell (William Hurt), muito menos pela mala da Ellen Parsons.

Tá, sei que Patty Hewes é vilã, mas que fã da série não torce por ela? Você é incrível e faz umas caras que dão muito medo. Por isso, acho impossível a Ellen - mesmo com as suspeitas de que Patty é a responsável pela tentativa de assassinato que sofreu - ser tão durona a ponto de enfrentar sua toda poderosa personagem. Ainda mais se for Patty na mira da arma de Ellen. Diga que não é, por favor. Essa historinha da Ellen apoiar o FBI e enganar a chefe está mais para conto de fada. E Damages está longe de combinar com Cinderela... Não gostei e cansei de esperar o revide de Patty. Já estou acreditando que essa reviravolta virá só na terceira temporada. Glenn, quero aquela Patty que mata até cachorrinho de volta! Será que estou pedindo demais?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.