Para Woody Allen, parente é serpente

Humor - No filme O Sonho de Cassandra, diretor volta-se para suspense no melhor estilo Hitchcock

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2009 | 20h58

. A crítica voltou a descobrir o cinema de Woody Allen. Afinal, seu Vicky Cristina Barcelona já figura na lista de praticamente todos os prêmios importantes, faturando recentemente o Globo de Ouro de melhor filme de comédia ou musical. Os fãs do genial diretor, na verdade, nunca o abandonaram, mesmo quando seus longas dividem opiniões. Foi o que aconteceu com O Sonho de Cassandra (Imagem Filmes), em que ele deixa o humor de lado para investir em um suspense digno de Hitchcock.   Aqui, Terry (Colin Farrell) e Ian (Ewan McGregor) são dois irmãos que passam por uma situação inusitada ao conhecer a misteriosa atriz Angela Stark (Hayley Atwell). Ian fica perdidamente apaixonado pela bela jovem que acaba de chegar em Londres em busca de riqueza. Como estão passando por problemas financeiros, os irmãos decidem aceitar uma proposta criminosa, envolvendo um tio rico.É fato que O Sonho de Cassandra não tem a mesma densidade que Crimes e Pecados, certamente seu filme mais denso e sombrio - ainda sim, um dos melhores de sua carreira. Mas sobram inteligência e bom humor em uma trama bem armada, que confirma a descrença de Allen nas relações familiares.   O Sonho de CassandraDireção: Woody AllenDuração: 108 minutosAno: 2007Preço: R$ 29,90Este é o terceiro filme de Woody Allen realizado na Inglaterra, depois de Match Point e Scoop

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.