Para Noble, Bishop é vítima

John Noble, de Fringe diz ao Estado que viver um cientista maluco é o sonho de qualquer ator

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2009 | 22h21

Dr. Walter Bishop é um dos personagens mais intrigantes de Fringe, a nova série de J.J. Abrams, no ar na Warner, às terças-feiras, às 22 horas. Quem interpreta o cientista excêntrico é o ator John Noble, famoso no circuito teatral. A escolha de Noble foi perfeita e dr. Bishop é responsável pelos momentos mais curiosos e também mais divertidos da série, ao lado de Joshua Jackson, que vive Peter, seu filho. Por telefone, o simpático Noble conversou com o Estado.

Qual é a parte mais difícil de interpretar dr. Bishop?

O desafio é ter de falar, muitas vezes, os termos científicos (risos)! Sobre o que vou falar hoje? Mas gosto disso, me divirto.

Imagino que interpretar um cientista maluco é o papel dos sonhos para qualquer ator...

Com certeza (risos)! É o papel dos sonhos e todo dia vou trabalhar feliz. Se tivesse de escrever meu papel dos sonhos seria esse, com certeza.

Quando você decidiu fazer dr. Bishop, os produtores (famosos por deixarem os atores meio no escuro) disseram a você algo mais sobre o personagem?

O personagem estava descrito no roteiro e coletei várias informações ali. Falei com J.J. (Abrams) e os outros criadores, que me disseram o quão louco era o personagem. Conversamos muito e fiz pesquisas.

E o que mais você descobriu sobre o passado do personagem?

Tenho minhas próprias teorias. Acho que dr. Bishop é um homem muito perigoso de se ter por perto. E ele foi colocado de lado para ficar quieto. Ele não poderia dizer o que fez naquela época, foi vítima disso e, lá (na instituição mental) foi submetido a eletrochoques e outros tratamentos que mexeram com seu cérebro e, aos poucos, tudo vai ficando mais claro, mas ele permanece meio excêntrico e infantil.

Você tem alguma dica sobre o que é o "Padrão" (mistério da série)?

Conversei como os produtores sobre isso. É algo que controla habilidades que não entendemos. Antes era desenvolvido pelo governo e agora por uma multinacional. Há pessoas poderosas e más por trás disso.

Como é ser um personagem misterioso numa série cheia de suspense de J.J. Abrams?

É uma dádiva porque todo mundo ama a mente louca de J.J.. Sinto-me honrado.

O que os fãs perguntam quando encontram com você?

Como você mesma me perguntou, todos querem saber do "Padrão". Elas tentam desvendar os simbolismos da série - há muitos... E as pessoas adoram discutir isso até em fóruns na internet. Isso ajuda muito a série.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.