Para causar calor na audiência

Nova novela da Record aposta no charme dos bombeiros e em cenas de incêndio hollywoodianas

O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2008 | 00h04

Heróis da vida real são os mocinhos da nova produção da Record, Chamas da Vida, que estréia na terça-feira, às 22 horas. A trama escrita por Cristianne Fridman, a mesma de Bicho do Mato (2006), usa e abusa da boa imagem de que os bombeiros desfrutam na sociedade - e no imaginário feminino. E a direção de Edgar Miranda parece não deixar por menos, dando ares de superprodução às cenas em que os moços entram em ação.Como o sucesso da casa, Os Mutantes, Chamas da Vida chama a atenção pela quantidade de atores bonitões no elenco. O protagonista é Pedro (Leonardo Brício), soldado do fogo que se envolve com a mocinha Carolina (Juliana Silveira), depois de carregá-la nos braços, em meio a labaredas.O ato heróico é o suficiente para criar "um clima", claro, mas a vida não é fácil nas novelas: ela é rica e descolada; ele é pobre e, coitadinho, irmão-responsável do Dado Dolabella (o "rebelde" Antônio).

Tudo o que sabemos sobre:
CHAMAS DA VIDALEONARDO BRÍCIO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.