Palavra de leitor

Simplesmente insólitas as cenas da "morte" de Raul em Caminho das Índias. Nunca vi um morto ser empacotado tão rapidamente quanto ele; Yvone, fria como um picolé, parecia um robozinho, fazendo tudo como o planejado. Glória Perez poderia ter arrumado uma "morte" menos inverossímil para o boboca.

O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2009 | 23h41

Waldete Cestari

Jaú, SP

Finalmente acabou uma das mais ridículas edições do Big Brother Brasil. Não que eu espere muita coisa do formato, veja bem, mas desde a escolha dos participantes, as trocas constantes de regras do jogos, até o ganhador, tudo foi uma grande surpresa. Infeliz surpresa. A audiência não tem mais paciência.

Carlos Martins Firenzi

São Paulo, SP

Boa demais a cena em que Opash encontra a "Firangi estrangeira" em Caminho das Índias. A cara de apavorado de Tony Ramos me deixou tensa em casa. O ator até suou em cena. Bahuan (Márcio Garcia) devia fazer um intensivo com o colega. Quem sabe assim convencia pelo menos um pouquinho como intocável raivoso.

Beatriz Piazanelli Santos

Campinas, SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.