Os Simpsons voltam com briga conjugal e assassinato

Os Simpsons voltam com briga conjugal e assassinato

Marge finalmente fica farta das bizarrices de seu desajeitado marido Homer e decide se separar; seriado estreou em 1989

Piya Sinha-Roy, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2015 | 18h35

Se os fãs de Os Simpsons achavam que, após 26 anos, a família de desenho animado que nunca envelhece já não teria mais nenhum novo desafio, eles estão prestes a se enganar.

Os Simpsons voltam ao ar no canal Fox no domingo com o episódio Every Man’s Dream (O Sonho de Qualquer Homem, em tradução livre), no qual Marge Simpson finalmente fica farta das bizarrices de seu desajeitado marido e decide se separar. Homer é então seduzido por uma farmacêutica rebelde, dublada em inglês pela estrela do seriado Girls Lena Dunham.

Embora os fãs mais dedicados possam se lembrar de que não se trata da primeira vez que Homer e Marge se separam, o produtor-executivo do programa, Al Jean, disse à Reuters que os roteiristas encontraram uma nova maneira de explorar o relacionamento deles.

“Fizemos muitos programas sobre Homer e Marge sendo casados e os problemas decorrentes (disso), mas o que nós não fizemos foi a Marge dizendo ‘basta, deu pra mim, estou me separando’”, disse Jean.

Os Simpsons, que estreou em 1989, conta a história sobre o operário de uma usina nuclear viciado em donuts Homer, a sofrida Marge, o levado filho Bart, a precoce filha Lisa e a esperta bebê Maggie. O programa fez grande sucesso ao abordar as mudanças na sociedade norte-americana e satirizar com frequência a cultura pop.

A próxima temporada vai mostrar também o personagem Sideshow Bob finalmente matando seu arqui-inimigo Bart - embora temporariamente; uma paródia do filme Boyhood com Bart no papel principal; e Marge finalmente tendo um descanso - na cadeia.

 

Mais conteúdo sobre:
Televisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.