Divulgação
Divulgação

Os EUA descobriram que há latinos no país

Em entrevista exclusiva, Sofia Vergara, atriz de Modern Family, fala de sua carreira e de Rodrigo Santoro, ‘um gato’

Etienne Jacintho - LOS ANGELES

01 de maio de 2010 | 16h00

Em uma roda de atores americanos, Sofia Vergara se destacava. Gesticulava e falava alto, com seu inglês de sotaque forte, latino. Em nada se diferenciava de Gloria, sua personagem em Modern Family, comédia que a Fox estreia nesta segunda, 3, às 22h. Com o Estado, a atriz colombiana - que está entre as 10 mulheres mais bonitas do mundo na lista da revista People - falou sobre a carreira nos Estados Unidos e sobre... Rodrigo Santoro!

 

Como é trabalhar com Ed O’Neill, o Al Bundy de Married with Children, uma lenda da comédia americana?

Eu sei! Nunca sonhei isso para minha vida, quando assistia à série na Colômbia! Para mim, é ótimo. Ele é muito competente e estamos sempre trabalhando para fazer o melhor possível nas cenas.

 

Você fez várias novelas na Colômbia e agora está em uma série americana. O que o público colombiano está achando da mudança?

Trabalhei muito na Colômbia antes de vir para os EUA e também em redes latinas por aqui, então o público lá adora meu trabalho, mas agora quero atuar em inglês.

 

Pergunto isso porque muita gente criticou Rodrigo Santoro, que veio aos EUA para trabalhar em produções onde quase não tinha falas...

Ai, Rodrigo Santoro é tão gato! Conheci ele no avião - porque viajo muito por causa da minha carreira - e nunca converso com ninguém, nunca! Até que um dia, estava fazendo uma conexão, após um voo de 20 horas, e vi esse homem, me virei e pensei: ‘O que é esse homem?’ Não acreditei no quão bacana ele era. E aí começamos a conversar e conversar e percebi que tinha visto Rodrigo em 300. Aí ele me disse que fez o filme e que duvidava que eu soubesse seu papel. E eu gritei: ‘Meu Deus, você é o monstro gay!’ E isso deve ter sido esquisito para ele. Mas, agora, sempre que nos encontramos, falamos do monstro gay (risos)!

 

E você acha que o mercado americano está mais aberto para os atores latinos, como você e Rodrigo Santoro?

Com certeza. Acho que as pessoas, os executivos, perceberam que grande parte da população aqui é latina. E eles sabem agora que, sim, nós vamos ao cinema, nós assistimos à TV, nós fazemos compras... Agora, de uns 5 anos para cá, eles sacaram que há um mercado latino. Então, todas as produtoras estão colocando atores latinos em seus filmes e séries.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.