REUTERS/Stephen Lam/File Photo
REUTERS/Stephen Lam/File Photo

Oprah Winfrey volta ao talk show em novo programa da Apple TV+

Apresentadora falará sobre temas contemporâneos, incluindo o racismo nos Estados Unidos

Jill Serjeant, Reuters

27 de julho de 2020 | 18h42

LOS ANGELES — Oprah Winfrey está voltando ao talk show com uma nova série da Apple TV+, na qual debaterá temas da atualidade, incluindo o racismo nos Estados Unidos, com personalidades destacadas, anunciaram a Apple e Oprah nesta segunda-feira, 27.

The Oprah Conversation estreará no dia 30 de julho. No primeiro episódio, a apresentadora e Ibram X. Kendi, autor do best-seller How To Be an Antiracist (Como Ser um Antirracista), conversarão com pessoas brancas a respeito do racismo, diz um comunicado. A plataforma de streaming da Apple está disponível também no Brasil.

O primeiro programa será transmitido de graça na Apple TV+ e se soma a duas outras atrações da Apple capitaneadas pela estrela: Oprah Talks COVID-19 e Oprah's Book Club. A nova série, que não tem um cronograma definido, "explorará tópicos impactantes e relevantes com pensadores fascinantes de todo o mundo", informou o comunicado.

A produção chega em um momento de acerto de contas sobre o racismo sistemático nos Estados Unidos, que desencadeou protestos de âmbito nacional durante mais de dois meses. Oprah, uma das mulheres mais influentes do país, encerrou em 2011 seu talk show diário, no qual foi pioneira no debate de temas que foram do incesto ao abuso sexual e também entrevistou presidentes e celebridades.

O segundo episódio de The Oprah Conversation será transmitido no dia 7 de agosto e terá uma entrevista em duas partes com o ex-jogador de futebol americano Emmanuel Acho, apresentador de Uncomfortable Conversations with a Black Man (Conversas Constrangedoras com um Negro). O episódio incluirá perguntas de convidados brancos e latinos. Os episódios serão filmados remotamente por causa da pandemia de coronavírus, mas contarão com a participação do público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.