O rei da droga num filme com final extra

Adaptação da vida do traficante Frank Lucas, O Gângster ganha fim alternativo em vídeo

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2008 | 00h39

Entre 1968 e 1973 o chefão do crime organizado Frank Lucas acumulou uma fortuna de US$ 250 milhões vendendo heroína em Nova York. O jornalista Mark Jacobson achou que a história desse ex-motorista e segurança negro, elevado ao posto de maior traficante da cidade, poderia render uma boa história e escreveu o livro Gângster Americano. O diretor Ridley Scott (Blade Runner) transformou-o em filme de sucesso com Denzel Washington no papel principal e Russell Crowe como o policial encarregado de colocá-lo na cadeia. Agora com final alternativo e 18 minutos de material adicional, o DVD, duplo, chega ao mercado pelo selo Universal.Scott trata da miséria que provoca a ambição de jovens subproletários urbanos. Frank Lucas (Washington)é um deles. Na época da guerra do Vietnã, o narcotraficante fez um acordo direto com os militares e trouxe nos caixões dos soldados mortos toneladas da mais pura droga, vendida a preço mais barato que o de seus concorrentes da Máfia italiana. Não é preciso dizer qual o detino do gângster. A ambição de Ridley Scott, porém, é maior que a de Frank Lucas: ele quer contar como se formam os cartéis. E consegue.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.