Ô falta de respeito...

Todas ou quase todas as séries campeãs terminaram suas temporadas - e algumas delas não voltarão ao cabo caro. Vários títulos entraram em imediata reapresentação mas, e aí é o nó da questão, misturando episódios muito antigos com outros nem tanto e diversos mais ou menos recentes. Alguém aí do outro lado do balcão pode botar ordem nessa zona? O que custa, caramba, informar por meio da revista Monet, pelos canais de relacionamento ou equivalentes, o que é que estamos pagando para assistir? Ou mesmo tratar de coisas básicas, como uma grade com a data da reestréia dos seriados. O novo Dexter, da Fox, revolucionário até na iluminação, acabou domingo passado. Sem misericórdia: o serial killer do bem mata o irmão, recém saído do passado do personagem mas, diferente dele, um assassino do mal. Para quando está prevista a segunda temporada? Nem o site internacional da exibidora tem a resposta. E só por conta de uma entrevista do ator Kiefer Sutherland, o Jack Bauer, é que se sabe que sai do forno em março o pacote inédito de 24 Horas. Ele será comandado por uma mulher, presidente dos Estados Unidos, enérgica, loura, advogada. Hillary, claro.Do leitor Ari Silva: "o canal AXN precisa dar descanso a Alias. Há episódios de 2002 sendo repetidos. Um saco." É.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.