O falso vidente que bagunça a delegacia

James Roday conquista o público com detetive paranormal e picareta em série divertida de TV

Antonio Gonçalves Filho, O Estado de S.Paulo

29 Julho 2007 | 01h46

A primeira temporada da engraçada série de televisão Psych - Agentes Especiais chega às lojas numa caixa com 4 DVS (15 episódios) da Universal. Nela, o picareta detetive Shawn Spencer (James Roday), que se faz passar por vidente, é auxiliado em suas investigações pelo amigo Gus (Dule Hill). Bem-humorada, a série satiriza o gênero e mostra, no primeiro episódio, como Shawn desenvolveu suas habilidades estimulado pelo pai policial a observar detalhes e a desenvolver sua memória fotográfica. Vinte anos depois, sob suspeita, o vidente é obrigado pelas circunstâncias a descobrir em curto espaço de tempo um ladrão, sob risco de ser preso. A primeira temporada reúne divertidos episódios sobre o detetive enganador, todos recorrendo ao ?non sense? e ao duplo sentido de frases que, traduzidas, perdem muito da graça e ousadia. O antagonista do vidente descolado, capaz de resolver casos complexos apenas atentando para detalhes ignorados pela polícia, é o carrancudo detetive Lassiter, que desconfia das habilidades de Shawn. Para os fãs de CSI, a série é um tanto ingênua. Para os demais, é deliciosa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.