Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

14 de novembro de 2009 | 16h00

 

Ex-MTV, Rodrigo Carelli está habituado a tirar o sono da Globo. Em 2001, numa operação tão sigilosa quanto a junção Itaú-Unibanco, botou no ar o primeiro show de confinamento brasileiro, e A Casa dos Artistas fez o SBT bater o Fantástico. Mesmo assim, evita rufar tambores sobre a possibilidade de sua Fazenda ofuscar a estreia do BBB 10, em janeiro, na Globo. Convocado pela Record para botar A Fazenda de pé, Carelli vai fazendo ajustes por onde passa – "olha essa sombra aqui, precisa pintar essa madeira", observa, pouco antes de se submeter ao clique acima, no corredor de câmeras escondidas. O programa passa a contar com canal em pay-per-view para transmissão 24 horas via Telefónica/TVA e com vídeos exibidos durante o dia todo pelo portal do grupo, o R7.

 

Veja também:

link'A Fazenda': empacotados para o Natal

 

O sucesso da 1ª temporada tornou mais fácil a escalação do elenco dessa vez?

Foi um pouco mais fácil, mas não é fácil. Tem que ver o que a gente quer em termos de personalidade, a disponibilidade das pessoas para fim de ano...

 

Mas vocês partem de estereótipos, como a bonitona, o encrenqueiro...

Não é tão óbvio assim. No nosso caso, precisamos de pessoas que tenham alguma coisa na mídia, mas montamos uma mistura não só de personalidades, mas de histórias de mídia diferentes. Diziam que ninguém conhecia o Miro antes da Fazenda, mas a gente busca níveis de fama diferentes. Vai ter gente mais famosa e menos famosa.

 

Disseram até que a Geisy (estudante da Uniban) estaria no programa.

Pois é, vi na Luciana Gimenez uma discussão assim: ‘vocês acham que ela deve ir para A Fazenda?’ E eu vendo aquilo. ‘Como assim?’

 

A estreia da 'Fazenda' neste momento visa a atropelar a decolagem do BBB 10, em janeiro?

Não, não é por isso. Em algum momento, nós estaremos no ar ao mesmo tempo, mas não sei se vamos concorrer diretamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.