Netflix
Netflix

Nova temporada de 'La Casa de Las Flores' vê o desafio de florescer sem antiga protagonista

A atriz Verónica Castros fez seu trabalho na primeira temporada, mas deixou o público querendo mais

Leandro Nunes, O Estado de S. Paulo

27 de outubro de 2019 | 07h00

Quando estreou a primeira temporada da produção mexicana de La Casa de Las Flores, havia um cheiro de coisa boa no ar. E o perfume tinha nome: Verónica Castro. A atriz éconhecida da televisão brasileira. Esteve na novela Os Ricos Também Choram, exibida nos anos 1980, mo papel de Mariana, uma jovem pobre que recebe a ajuda de um milionário após a morte do pai. Com o objetivo de se tornar uma dama, ela se muda para uma mansão.

Durante o sucesso da produção mexicana no Brasil, Verônica sentou no sofá de Hebe Camargo e cantou o sucesso La Movida, com clipe gravado nas praias do Guarujá. Além da TV, o talento de Verónica se estende no teatro, no cinema e nos últimos dias, o noticiário mexicano só fala dela.

Melodramas de família são a especialidade da atriz e o público aprovou o talento da atriz nos 13 episódios da série em que interpreta Virgina, a matriarca dos De La Mora. No papel de uma mulher conservadora, elegante e cheia de segredos, ela gerencia a floricultura da família enquanto tenta resolver as confusões dos filhos e do marido.

A produção se apoia na linguagem tão sofisticada do pastiche e do melodrama mexicano com o refresco de ser uma história que encara os desafios atuais de toda família. Crises, revelações e conflitos românticos estarão lá com o objetivo de fazer rir, mesmo que seja acompanhado de algumas lágrimas. Sob o comando da primeira temporada, Verónica fez La Casa de Las Flores frutificar. O mesmo não aconteceu na segunda, disponível na Netflix.

Para não ser capturado por spoiler, basta procurar o nome de Verónica na internet. Segundo a atriz, o combinado com a produção era de que ela participaria da primeira temporada da série criada por Manolo Caro. Nas redes sociais, ela explicou: “Eu não queria decepcionar meus fãs mais jovens, mas assim se seu. Estava combinado de aparecer na primeira temporada, depois me chamaram para fazer alguns capítulos e nada mais. Depois pediram que eu fizesse algumas participações apenas com a voz. Então eu disse que não. É tudo ou nada.”

Quem não recordava das confusões provocadas pela família De La Mora, estranhou os primeiros capítulos da nova temporada. A solução oferecida pela série é estranha e desestabiliza a nova trama. Depois de quase sucumbir, a querida família precisa retomar suas propriedades já que agora não existe dignidade alguma. Coube a filha mais velha, Paulina (Cecília Suárez), segurar a série nas costas. Aliás, Cecília já brilhava desde o primeira temporada. Sua dicção lenta e os figurinos incríveis fazem a atriz entregar a melhor interpretação da série, mesmo que agora tenha que jogar sozinha, sem a matriarca.

Há quem discorde e quem tenha se divertido com essa sensação de luto, por parte da ausência de Virginia. Nos últimos dias, o crítico mexicano Juan Luis Tena publicou em sua rede social um meme sonolento, para ironizar a segunda temporada da série. Em resposta, Verónica curtiu a postagem e passou a seguir o crítico. O público se derreteu.

Também é possível discordar. Paulina se construiu como uma personagem cômica na primeira temporada e tem a chance nas mãos de repetir o mesmo sucesso. Os “mi papa” repetidos pela atriz são impagáveis. Já seus irmãos, Elena (Aislinn Derbez) e Julián (Dario Yazbek Bernal) não perdem tanta força. O elenco diverso que vai de personagens ex-detentos a travestis cantoras cumpre a missão de uma festa latinoamericana em que cabe todo mundo, comendo na mesma mesa.

É claro que o final delicioso - e trágico - da primeira temporada ainda precisava de conclusão mas a nuvem negra que se apossou da família não promete sair nessa segunda temporada. Alguém pode dizer que as flores cultivadas por Virginia apontariam para o futuro luto de um público por uma personagem. Está certo. Tão encantados pelo perfume, Verónica lembrou a todos dos espinhos.

Tudo o que sabemos sobre:
Verónica Castrosérie e seriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.