Jordan Strauss/Invision/AP
Jordan Strauss/Invision/AP

Nova série baseada em livro de George R. R. Martin será exibida na Netflix

'Nightflyers' ainda não tem data oficial de lançamento, mas pode ser um alento para os fãs que aguardam a nova temporada de 'Game of Thrones'

Jeremy Egner, The New York Times

05 Janeiro 2018 | 10h44

Os fãs de Game of Thrones desanimados com a notícia de que a série não volta antes de 2019 podem talvez gostar de outro anúncio feito na quinta-feira, 4: Nightflyers, baseada em outro trabalho de George R. R. Martin, vai virar série pelo Syfy e pela Netflix.

Dito isso, Martin é a única coisa que as duas séries dividem. Nightflyers é inspirado num romance sci-fi macabro do autor, originalmente publicado em 1980, sobre um grupo de cientistas numa expedição para fazer contato com a vida extraterrestre. O livro virou um filme de terror de baixo orçamento em 1987.

+ Última temporada de 'Game of Thrones' será lançada apenas em 2019

O Syfy fez o anúncio oficial, mas Martin já havia comentado a série num post em seu blog, dizendo que estrearia neste verão no hemisfério norte "se tudo seguir o cronograma". Ainda não há uma data oficial de lançamento. O autor, atualmente trabalhando em The Winds of Winter, o próximo livro da série Crônicas de Gelo e Fogo, vai ser creditado como produtor executivo da nova série, mas não há expectativa de que ele esteja diretamente envolvido.

"Ainda que se separe consideravelmente do meu livro em alguns detalhes, a essência da história se mantém a mesma", escreveu Martin no seu blog. "O argumento é muito bom por si mesmo, e um bom ponto de partida para uma série."

+ Globo de Ouro 2018: Previsões sobre as principais categorias

Jeff Buhler, que escreveu o remake de Jacob's Ladder (Alucinações do Passado), adaptou Nightflyers para a televisão e também será produtor executivo. Daniel Cerone, escritor e produtor de The Blacklist e Dexter, será o showrunner.

A série terá Gretchen Mol (Boardwalk Empire) e Brian F. O'Byrne (Mildred Pierce), entre outros. Nightflyers será exibida pela Netflix fora dos EUA. / Tradução Guilherme Sobota

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.