Nova busca pelo pai desconhecido

Como em Central do Brasil, Walter Salles retoma, em Linha de Passe, a luta pela família

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

11 de abril de 2009 | 23h41

Os pequenos dissabores humanos interessam muito ao cineasta Walter Salles. Foi assim em Central do Brasil, seu maior sucesso internacional, em que uma mulher descobre um sentido para a vida desolada ao se unir a um menino em sua busca pelo pai. Também é a marca de Linha de Passe, seu mais recente longa, agora disponível para venda em DVD pela Universal, que o lança na quarta-feira. Aqui, dividindo a direção com Daniela Thomas, Salles conta a história de uma mãe e seus quatro filhos - ela está prestes a dar à luz ao quinto. Ela trabalha duro como empregada doméstica enquanto luta para manter os garotos na linha. O problema é que a família é disfuncional, pois cada garoto tem um pai diferente e o filme novamente enfoca aquela busca do pai que tanto interessa ao diretor. O projeto nasceu em 2002, pouco antes das filmagens de Diários de Motocicleta. E foi montado aos poucos, com cada personagem sendo criado a partir de pesquisas dos realizadores. Com uma narrativa fragmentada focada na história individual de cada personagem, Linha de Passe é um intenso mosaico de "micro histórias". Trabalho delicado que rendeu a Sandra Corveloni, no papel da mãe, o prêmio de melhor atriz em Cannes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.