Divulgação
Divulgação

Ninguém está seguro no novo ano de 'Game of Thrones'

Nova temporada da série baseada na obra de R.R.Martin irá ultrapassar a cronologia disponível para leitura e não finalizada 

Pedro Antunes, O Estado de S.Paulo

12 de abril de 2015 | 02h06

O momento mais temido pelos leitores da saga literária As Crônicas de Gelo e Fogo chegou. A nova temporada de Game of Thrones, série baseada nos livros de George R.R. Martin, que estreia hoje, na HBO, às 22h, enfim, irá ultrapassar a cronologia já disponível para leitura e ainda não finalizada. O que significa que nem mesmo os ávidos conhecedores de toda a história já publicada em cinco dos sete previstos livros que compõe As Crônicas estão livres das surpresas "desagradáveis", pelas quais o trabalho de Martin é conhecido.

Até então, a literatura caminhava na frente - com uma vantagem enorme. O primeiro livro, chamado Guerra dos Tronos, foi lançado em 1996, nos Estados Unidos. Em 2011, meses depois da série entrar no ar pela HBO, Martin publicou A Dança dos Dragões, quinto volume de uma saga literária prevista para ter sete partes.

Os produtores e criadores David Benioff e D.B. Weiss tentaram fazer com que cada temporada da TV correspondesse a um livro da série. A escrita de Martin, na qual os capítulos são contados através da visão de determinados personagens, não condiz com a linguagem e a velocidade da televisão. O fato de se tratar de uma obra literária ainda em produção, alguns percalços atrapalham a vida de Martin e deixaram a série com a dianteira. Com uma trama cada vez mais complexa, Martin foi obrigado a dividir o quarto livro da série em dois, Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões - ambos se passam no mesmo período de tempo, mas são divididos geograficamente, no qual cada um deles mostra acontecimentos em regiões diferentes.

Com isso, enquanto a história do início da quinta temporada ainda está razoavelmente relacionada aos livros, o decorrer dos dez episódios desta leva conduzirá os fãs a mares ainda desconhecidos. Já cientes de que a ultrapassagem aconteceria eventualmente, Benioff e Weiss foram, aos poucos, tomando as rédeas da trama, acrescentando personagens ou limando os excessos. Os dois se reuniram com Martin e ouviram tudo o que o autor planeja para os próximos livros - por enquanto, mais dois volumes estão previstos, mas tudo pode aumentar.

De acordo com uma entrevista de Martin para o site Showbizz411, quatro personagens que estão vivos nos livros encontrarão a morte nas telinhas nesta quinta temporada. Os fãs já temem pelo próximo personagem favorito que terá um final tráfico, como costuma acontecer ao fim de cada ano.

Um exemplo de como a história da série ultrapassará os livros são fotos registradas durante algumas gravações. Nelas, o anão e queridinho dos fãs Tyrion Lannister, interpretado por Peter Dinklage, se reunirá com outro personagem fortíssimo e adorado por legiões.

Sucesso.Game of Thrones tornou-se uma das produções mais bem-sucedidas da TV paga. No quesito audiência, a série é um sucesso absoluto. A quarta e mais recente temporada, por exemplo, foi assistida por 19 milhões de pessoas nos EUA, de acordo com números revelados pelo site norte-americano USA Today. Para a crítica especializada em cultura pop e nerd, o programa também é um sucesso.

A série só não engrenou nas maiores premiações dedicadas à televisão. Game of Thrones, por exemplo, foi duas vezes indicado ao Globo de Ouro, como melhor série dramática, mas acabou vendo apenas Peter Dinklage, intérprete do anão Tyrion Lannister, ser laureado, em 2012. No Emmy, o bom desempenho é maior, com 14 estatuetas, mas quase todas em categorias técnicas - a única exceção é, novamente, Dinklage.

A quinta temporada promete tons mais sombrios e paisagens ainda mais exóticas do que já vistas nos continentes fictícios de Westeros e Essos, onde se passa a história criada por Martin. O certo é que ninguém está a salvo neste quinto ano. Seja algum personagem favorito ou um leitor experiente nas tramas do escritor. Como dizem nos livros e na série: "Todos os homens devem morrer". Quem conhece sabe: para o autor, ninguém fica com a cabeça colada ao corpo por muito tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
Televisãosérie de TVGame of Thrones

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.