Nem ele sabia que estava na novela

Dalton Vigh fala sobre sua entrada às pressas em Negócio da China, da Globo

Alline Dauroiz, O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2009 | 20h57

. No último dia 23, Dalton Vigh recebeu a ligação de uma amiga que acabara de ler uma notícia sobre ele na web: "Sabia que você vai fazer Negócio da China?" Não, ele não sabia. Convidado às pressas para participar da novela das 6 da Globo, o ator caiu de paraquedas na trama e teve apenas 15 dias para se ambientar ao personagem, o médico Otávio, agora, um dos protagonistas. "Isso já aconteceu antes. Em Começar de Novo (2004), Vladimir Brichta teve hepatite, e Calmon (Antônio, o autor) me chamou para fazer o Johnny", explica Dalton. Pegar o trem andando, garante, não é problema. "Nessa profissão, a gente fica viciado em adrenalina", diz. "Um papel de última hora é sempre um desafio que torna a coisa mais saborosa."O cirurgião que vai operar o menino Théo (Eike Duarte) na trama, no entanto, não foi uma encomenda para Dalton. Inicialmente, o papel seria de Thiago Lacerda, poupado pela direção da Globo porque estará na próxima novela das 9 de Manoel Carlos, após Caminho das Índias. E, de novo, não é a primeira vez que isso acontece com Dalton. Marconi Ferraço, o homem-de-gelo de Duas Caras (2007) seria de Eduardo Moscovis, mas com a recusa, Dalton virou a segunda opção. Melindres por isso? Que nada. "Não vejo problema nessa situação. Até acho bom que pensem em mim para determinados personagens."Apesar da Globo despistar, é bem provável que a mocinha Lívia (Grazi Massafera) viva novo triângulo amoroso com o médico bonitão e o português João (Ricardo Pereira). Mas sobre isso, Dalton desconversa. "O foco do Otávio agora é o Théo. Ele perdeu um filho com o mesmo problema do menino e fará de tudo para salvá-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.