Chris Delmas / AFP
Chris Delmas / AFP

Naya Rivera, da série 'Glee', é dada como morta pelas autoridades; buscas pelo corpo continuam

Atriz e cantora desapareceu na quarta-feira, 8, após alugar um barco no Lago Piru com seu filho de quatro anos Josey, que foi encontrado sozinho e dormindo na embarcação

Jill Serjeant, Reuters

10 de julho de 2020 | 07h42

A atriz Naya Rivera, que estrelou a série norte-americana Glee, está sendo considerada morta por afogamento em um lago próximo a Los Angeles, disseram autoridades nesta quinta-feira, 9, mas o corpo não foi encontrado quase 24 horas depois de seus desaparecimento.

Rivera, 33, que interpretou a líder de torcida Santana Lopez na série televisiva até 2015, desapareceu na quarta-feira, 8, após alugar um barco no Lago Piru com seu filho de quatro anos Josey.

"Estamos presumindo que um acidente aconteceu e que ela se afogou no lago", disse o porta-voz do gabinete do Xerife do Condado de Ventura Chris Dyer na quinta-feira. 

O filho de Rivera foi encontrado sozinho e dormindo no barco à deriva na quarta-feira e disse às autoridades que estava nadando com a mãe, mas que ela não voltou. O Lago Piru é uma reserva recreativa a cerca de 80 quilômetros do centro de Los Angeles. 

As autoridades disseram que não há indícios de atividade criminosa, mas que ainda era muito cedo para dizer o que aconteceu, ou quanto tempo até que o corpo de Rivera seja encontrado. 

"Se o corpo estiver enroscado em alguma coisa embaixo da água, ele pode nunca emergir", afirmou o sargento Kevin Donoghue a jornalistas. "É uma tragédia terrível para eles todos", acrescentou, oferecendo condolências à família de Rivera. 

Segundo Donoghue a visibilidade na área de 9 metros de profundidade onde o barco foi encontrado era ruim para os mergulhadores, com várias árvores e plantas debaixo d'água. 

Mais de 100 pessoas estavam envolvidas na busca, que também incluiu helicópteros e barcos. Donoghue diz que a busca continuaria até o anoitecer e seria retomada na sexta-feira.


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.