Não quer assinar o Disney+? Veja séries concorrentes de Netflix, HBO, Amazon e Globoplay

Conteúdo da Disney será exclusivo da nova plataforma; concorrência tem boas alternativas

Guilherme Sobota - O Estado de S. Paulo

Você pode ler 3 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

Você pode ler 3 matérias grátis no mês

ou Assinar por R$ 0,99

O Disney+ — o serviço de streaming da Disney que chega ao Brasil no dia 17 de novembro de 2020 — vai concentrar o catálogo da empresa na plataforma, ou seja: conteúdos Disney, Marvel, Pixar, Star Wars e National Geographic só poderão ser acessados ali. Isso retira diversas atrações das plataformas concorrentes, como Netflix e Amazon Prime Video, mas como essas empresas de bobas não têm nada, há anos elas vêm investindo em produções originais, antecipando esse movimento.

Com isso em mente, o Estadão preparou uma lista, comparando alguns dos conteúdos do Disney+ com as produções originais de outras plataformas, assim o leitor pode pesar na hora de decidir entre qual plataforma escolher, se isso for uma necessidade orçamentária de cada um.

'Vingadores - Ultimato' é uma das grandes atrações na chegada da Disney+ no Brasil; filme teve a maior bilheteria da história do cinema  Foto: Disney/ Marvel

1) O que vem na Disney+: Mulan

O novo remake com atores reais chega diretamente à plataforma (sem passar pelos cinemas) no dia 4 de dezembro, e será integrado ao valor da assinatura (ou seja, o assinante não precisa pagar a mais para ver o filme, como funcionou em outros países). Releitura atualizada de um dos filmes mais controversos da empresa, Mulan foi recebido com frieza mundo afora, embora a pandemia tenha atrapalhado e muito o lançamento do filme da diretora Niki Caro. 

Nota no site IMDB: 5,4

  • O que tem na Netflix: O Tigre e o Dragão: A Lenda Verde (2016)

O filme de 2016 é uma sequência do aclamado O Tigre e o Dragão, a obra de Ang Lee que amealhou 10 indicações ao Oscar. Uma produção original Netflix, e coprodução americana e chinesa, o filme foi massacrado pela crítica mundo afora, então pelo menos isso eles também têm em comum. 

Nota no site IMDB: 6.1

  • O que tem na Amazon Prime Video: Late Night (2019)

Apesar de ser dedicado ao público adulto, a comédia romântica original da Amazon, com Emma Thompson e Mindy Kaling (de The Office, também roteirista do filme), traz uma história de relações femininas no mundo do trabalho (especificamente, em um talk show na TV), e embora a atriz não entregue uma performance tão marcante quanto na série, é uma produção bem interessante no contexto do movimento #MeToo nos EUA. 

Nota no IMDB: 6,5

  • O que tem no Globoplay: Aruanas (2019)

A série da Globoplay traz um estrelado elenco de mulheres (Taís Araújo, Leandra Leal, Débora Falabella) que fazem parte de uma ONG ambiental, lutando contra o garimpo ilegal na Amazônia. Dramas pessoais e familiares, romance e um quê de aventura e thriller compõem a série, já renovada para a segunda temporada. 

Nota no IMDB: 7

  • O que tem na HBO Go: Euphoria

Uma das grandes séries do ano passado vai agradar aos adolescentes sedentos por conteúdo e que poderiam ver em Mulan inspirações e diversidade. Embora seja pensada e montada para adultos, adolescentes mais velhos certamente se identificam com as personagens incríveis e complexas da série, também renovada para a segunda temporada. 

Nota no IMDB: 8;4

2) O que vem na Disney+: O Mandaloriano (série Star Wars)

A série dirigida por Jon Favreau (diretor de Homem de Ferro) ganhou nada menos do que sete Emmys em setembro, e é uma das principais atrações da Disney+ nesse seu lançamento. Já confirmada para a segunda temporada, a série do universo Star Wars conta a história de um caçador de recompensas que vaga pela galáxia, longe da autoridade da Nova República. 

Nota no IMDB: 8.7

  • O que tem na Netflix: The Witcher

A concorrência entre as duas produções foi direta, e em janeiro, quando divulgou seus resultados financeiros, a Netflix chegou a se gabar de que a série era mais popular que O Mandaloriano. A premissa é até parecida: um caçador de monstros tenta encontrar seu lugar no mundo. É uma tentativa da Netflix em produzir uma saga, que já contava com um sucesso anterior no formato livro e videogame.

Nota no IMDB: 8,2

  • O que tem na Amazon Prime Video: Star Trek: Picard

Continuações das séries produzidas no universo Jornada nas Estrelas em 1987 e 2002, a série tem o trunfo de trazer de volta um dos principais personagens da saga, o capitão Picard, vivido aqui também pelo incomparável Patrick Stewart. Elogiada pela crítica e pelos fãs, a série original da Amazon é outra das competições diretas de O Mandaloriano.

Nota no IMDB: 7.5

  • O que tem no Globoplay: Desalma

O suspense de caráter sobrenatural estreou essa semana na Globoplay, e traz Cássia Kis como a bruxa líder de uma comunidade ucraniana no Sul do Brasil. De Ana Paula Maia e com direção de Carlos Manga Jr., a série é uma das principais apostas do streaming da Globo para 2020.

Nota no IMDB: ainda indisponível

  • O que tem na HBO Go: Game of Thrones

Precisa dizer algo? Mesmo com o final contestado pelos fãs e odiado pela crítica, Game of Thrones é a série de TV mais importante dos anos 2010 e ressignificou o que é produzir fantasia e entretenimento, já totalmente inserida na era do streaming.

Nota no IMDB: 9.3

3) O que vem na Disney+: Todos os filmes da Marvel

A franquia de maior sucesso da história do entretenimento global acumula cifras bilionárias, fãs mais do que fiéis, fortuna crítica e elencos estelares. Hoje em dia, poucas coisas chegam aos pés da Marvel quando o assunto é super-heróis, mas muitos dos filmes (de maneira irregular e pouco benéfica para a cultura, diria Martin Scorsese) trazem discussões mais humanas sobre assuntos universais. Talvez seja o maior chamariz do Disney+ no primeiro momento de lançamento.

  • O que tem na Netflix: O universo Marvel da Netflix

Essa é uma questão ainda a ser esclarecida melhor pelas empresas, mas é provável que as produções originais da Netflix no Universo Marvel sigam na plataforma. Jessica Jones, Demolidor, Punho de Ferro, Luke Cage, O Justiceiro e Os Defensores criaram um braço importante da franquia no streaming nos últimos anos, mas apesar de boas resenhas em algumas delas, todas foram canceladas e não terão mais temporadas.

  • O que tem na Amazon Prime Video: The Boys

A série original da Amazon, de um dos escritores de Supernatural (Eric Kripke), é uma das mais bem sucedidas investidas de uma empresa no tema dos super-heróis dos últimos anos. Apesar de ter tido apenas uma indicação ao Emmy (edição de som em série de TV), a produção com um elenco sem grandes estrelas já criou uma sólida base de fãs e também agrada à crítica. Na série, o grupo de vigilantes busca outros super-heróis — corruptos — que abusam dos seus poderes.

Nota no IMDB: 8.7

  • O que tem no Globoplay: Arcanjo Renegado

De cores realistas, a série original da Globoplay não tem super-heróis no sentido comum da palavra, e os diretores Heitor Dhalia e André Godoi procuraram buscar um equilíbrio no retrato dos policiais na tela. Mas os dramas pessoais de diversos personagens, dentro e fora da polícia, muitas vezes ilustram problemas reais muito mais sérios do que a Marvel um dia sequer imaginou.

Nota no IMDB: 7.9

  • O que tem na HBO Go: Watchmen

Vencedora de nada menos do que 11 prêmios Emmy em setembro, a minissérie da HBO teve amplo sucesso de crítica e público. A produção é inspirada no universo dos quadrinhos de Alan Moore e Dave Gibbons lançado nos anos 1980, e discute eventos de violência racial na cidade de Tulsa, no Oklahoma, historicamente um local marcado pelo racismo, e ganhou novas luzes com os eventos do Black Lives Matter em 2020. Não há planos da HBO, por enquanto, para uma nova temporada.

Nota no IMDB: 8.1

4) O que vem na Disney+: Black is King

O filme e álbum visual lançado pela cantora Beyoncé, nome por trás da direção, roteiro e produção executiva, foi inspirado em O Rei Leão e lançado na plataforma em julho deste ano. Na história, um rei africano é separado de sua família e parte em uma jornada para recuperar o trono, seguindo as orientações de seus ancestrais.

Nota no site IMDB: 5,4

  • O que tem na Netflix: Homecoming

Também com Beyoncé como foco principal, o documentário de 2019 surgiu como um projeto colaborativo com o serviço de streaming e traz os bastidores da apresentação da cantora no Coachella do ano anterior. Fez sucesso nas redes sociais, alcançando mais de 16 milhões de visualizações nas páginas da Netflix e da cantora.

Nota no site IMDB: 7,4

  • O que tem na Amazon Prime Video: Guava Island

O criativo filme do estreante Hiro Murai (de Atlanta) é estrelado por dois nomes de peso da música americana, Donald Glover e Rihanna. Inspirado em um conto folclórico, acompanha a jornada de um músico determinado a produzir um festival para os habitantes da Ilha Guava.

Nota no site IMDB: 6,7

  • O que tem no Globoplay: Gonzaga - De Pai Pra Filho

O drama de Breno Silveira foi inspirado na biografia de Luiz Gonzaga e Gonzaguinha, dois dos maiores cantores e compositores brasileiros. Lançado em 2012 no circuito de cinema nacional, foi também exibido em formato de microssérie na Rede Globo, e hoje está disponível no serviço de streaming da emissora.

Nota no site IMDB: 7,3

  • O que tem na HBO Go: Shakira In Concert: El Dorado World Tour 

O show no Forum de Los Angeles da turnê mais recente da colombiana Shakira, a El Dorado World Tour de 2018, está disponível exclusivamente na HBO, com direito a cenas de bastidores. Hits como La Bicicleta, Hips Don’t Lie e Waka Waka fazem parte do repertório. 

Nota no site IMDB: 8,2

5) O que vem na Disney+: Os Eleitos e o Nat Geo

A série original National Geographic é um drama que retrata os primórdios do programa espacial americano, baseado no livro do jornalista Tom Wolfe sobre o período, e foi uma das primeiras séries a estrear diretamente no Disney+. Além disso, conteúdo da National Geographic, documentários e produções sobre dezenas de temas científicos diferentes, também vai para a plataforma.

  • O que tem na Netflix: Space Force

A nova série original de Greg Daniels e Steve Carrell (sim, a dupla do The Office americano, uma das melhores produções da história da comédia na TV) não guarda a mesma potência da série anterior da dupla, mas a história do general Naird, responsável pela criação de uma força especial (e espacial) no exército americano, vale os episódios. Foram quatro indicações ao Emmy 2020.

Nota no IMDB: 6.8

  • O que tem na Amazon Prime Video: Documentários de esportes

Já que a Amazon (ainda) não entrou no mercado de transmissões ao vivo, a empresa deve ter visto uma oportunidade de nicho nos documentários sobre esportes, porque são muitos. O mais recente é Fernando, uma série documental em cinco partes que conta a trajetória do piloto espanhol Fernando Alonso, bicampeão de Fórmula 1.

Nota no IMDB: 7.8

  • O que tem no Globoplay: Em Nome de Deus

A Globo tem uma larga tradição na produção de conteúdo jornalístico e documental, e não é surpresa que essa experiência tenha passado ao streaming da emissora. A série nasceu no Conversa com Bial, o programa da TV aberta comandado pelo jornalista, e virou uma das principais novas produções da Globoplay. A terrível história do médium João de Deus, que (perdoem o trocadilho) enganou Deus e o mundo.

  • O que tem na HBO Go: Um extenso catálogo de documentários

A HBO tem um catálogo exemplar em mais de um gênero televisivo, e o documentário é um deles. Com frequência, a emissora atualiza sua programação com novas produções, às vezes sobre temas muito sérios (acusações de pedofilia contra Michael Jackson) e às vezes quase ridículos (uma fraude contra o McDonald’s nos anos 1990 que envolvia desvio de selinhos de um jogo Monopoly).

Tudo o que sabemos sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato