Não mude de assunto, ora!

A seção torce para mudar de assunto - mas os leitores não deixam a bola rolar: muita gente anda furiosa com as falhas técnicas, para as quais não há explicação razoável. José Carlos Stabel, de Alphaville, aponta o equívoco da Warner, que insiste em manter o áudio em espanhol nos intervalos entre os blocos da programação: " Tá certo que esse pessoal continua achando que a capital do Brasil é Buenos Aires, mas poderiam, pelo menos, colocar no ar um cucaracho menos ridículo. Ele fala tudo num espanhol chatíssimo e entorta a língua para pronunciar em suposto inglês os nomes dos programas. Haja saco!" Já a jornalista Cecília Thompson lamenta, depois de assistir à entrega do Emmy, a ausência na grade dos canais a cabo, de quase todas as séries premiadas. Já Andréa Faustino bate pesado na absurda deficiência da legendagem em filmes e séries: "A legenda começa atrasada ou a primeira fala do bloco tem a legenda apresentada no final do último. Isso quando há legenda, porque várias falas perdem o timing e simplesmente não aparecem. Pior: No dia 18, na Sony, justo na hora da eliminação da próxima top model brasileira, houve um corte no sinal... E então o primeiro bloco foi reapresentado!" Várias mensagens de leitores perguntam o que dizem os fornecedores dos caros serviços da TV paga sobre a questão das legendas. Essa é fácil: não dizem nada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.