Não é o Batman, mas é meu herói

Passei muito mal com a imitação que Sheldon fez do Batman de Christian Bale em The Big Bang Theory. Sheldon (Jim Parsons) é o máximo! Ele é a única pessoa capaz de xingar alguém de "pessoa insuficientemente inteligente" e de ter, como idéia de diversão para sexta-feira à noite, jogar Mario no Nintendo 64, enquanto enche a cara de Red Bull. Super "old school", como ele mesmo diz! Sheldon é o par perfeito para a dra. Brennan (Emily Deschanel), de Bones. Afinal, nenhum dos dois sabe lidar com relacionamentos interpessoais. Claro que Sheldon consegue ser mais maluco que Bones. Só ele mesmo para ter um equipamento para dobrar camisetas. Aliás, divertidíssimas as camisetas que Sheldon usa na série. Gustavo Miller, que assina o TV Sem TV, contou que há um site com dicas sobre onde encontrar as camisetas e os acessórios doidos de Sheldon. Anotem aí (se não for para comprar, que seja para rir): www.sheldonshirts.com. The Big Bang Theory é uma das melhores comédias no ar hoje. Não é só Sheldon que dá show. Até me esqueci da chata da Bridget, Kaley Cuoco em 8 Simple Rules, quando vi Penny viciada em videogame. E Wolowitz (Simon Helberg)? Ele fala muita coisa que, com certeza, muito garoto pensa, mas tem o bom senso de comentar somente com os mais chegados. Os conselhos que ele deu a Leonard para não estragar um encontro foram hilários: "Nunca pergunte quanto a mãe da garota pesa só para saber onde está se metendo" ou "nunca diga que a garçonete é gostosa e a convide para ir embora com vocês." Tonto, mas que garoto nunca pensou isso? Definitivamente, o mundo televisivo hoje é dos nerds!

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

07 de dezembro de 2008 | 00h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.