MARCIO FERNANDES/ESTADAO
MARCIO FERNANDES/ESTADAO
Imagem Cristina Padiglione
Colunista
Cristina Padiglione
Conteúdo Exclusivo para Assinante

'Não abro mão do título de rainha', diz Xuxa em entrevista ao 'Estado'

Apresentadora foi anunciada oficialmente na Record nesta quinta, 5

Entrevista com

Xuxa Meneghel

Cristina Padiglione, O Estado de S. Paulo

05 Março 2015 | 17h42

A apresentadora Xuxa Meneghel respondeu a algumas questões do Estado por e-mail. Veja as respostas a seguir:

O que a motivou a trocar de canal, após 28 anos? A proposta financeira da Record chegou a pesar nessa decisão?

Eu não falo sobre dinheiro, meus contratos proíbem.

Você, afinal, estava sem contrato desde o fim de 2013, como foi dito, ou atravessou 2014 ainda como funcionária da Globo? Quando venceu o acordo lá, se é que venceu, ou houve rescisão?

Não falo sobre contratos. Só meu advogado.

Sabemos que houve uma série de tentativas da Globo para mantê-la em seus quadros. O que a emissora lhe propôs, profissionalmente?

Não é legal eu ficar falando da outra emissora, de onde só tenho boas lembranças, amigos, recordações. Apenas que o que eles queriam, eu não queria, e o que eu queria, eles não queriam.

Como espera ser tratada nos especiais de 50 anos da Globo?

Com o respeito que sempre me trataram. Como já disse tenho uma história de 29 anos na Globo. Muito carinho, respeito, amigos, boas recordações.

Já há um formato aproximado do que você fará na Record? O Paulinho Franco chegou a dizer que o que te atraiu foi a possibilidade de fazer algo que você nunca fez antes. É isso mesmo?

Fazer o que eu gosto, o que eu sonho, o que eu acredito. Estou pesquisando coisas novas, formatos diferentes, quadros que eu já sonho há um tempo.

Pretende fazer programa diariamente ou gravar previamente edições para mais de um dia, antecipadamente?

Ainda não temos isso resolvido. Quando fecharmos a equipe e a produção, decidiremos.

O programa prevê outras figuras no elenco, como assistentes de palco, banda ou humoristas?

Só depois de definirmos tudo é que vamos decidir o formato e ver quais as necessidades.

O contrato com a Record afeta, em alguma medida, sua área de licenciamentos, ou este é um terreno absolutamente independente?

Não. A Xuxa Produções continua cuidando dos meus negócios e junto com a Record faremos novos trabalhos.

Você nos disse uma vez, em entrevista, que não abre mão do título de Rainha dos Baixinhos. Ao mesmo tempo, também fez um trabalho bastante esforçado para ganhar uma plateia adulta. Como gosta de ser tratada hoje?

Hoje, ontem e sempre, com respeito, muito respeito. E não abro mão do Título de Rainha... é meu. Pode ter princesas, duquesas (risos), mas Rainha sou eu, tá? (risos) Trabalho na TV há muito tempo... três décadas. Comecei com os Baixinhos, cresceram comigo. E alguns já tem seus próprios baixinhos. Mas depois da reapresentação do Planeta, ouvi jovens que não viram o Planeta, mas gostaram do programa nos dias de hoje.

Quais os ídolos que atravessaram a infância da Sasha? Quais ídolos podem inspirar a atual geração infantil no Brasil?

Sasha é tímida e não gosta que fale sobre ela. Eu a respeito. Quanto às crianças, é muito difícil responder isso hoje, como já era difícil responder naquela época. Cada cabeça é uma cabeça, cada um tem um gosto. Não se pode generalizar.

Mais conteúdo sobre:
TelevisãoXuxa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.