'Na vida real, sou uma boa pessoa'

Ray Wise, famoso por Twin Peaks, fala sobre o diabo 'elegante' que interpreta em Reaper

Etienne Jacintho, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2008 | 22h55

Quem gosta de séries não se esquece de Leland Palmer, que, possuído pelo espírito de Bob, matou a filha Laura Palmer em Twin Peaks. E Ray Wise, que deu vida a Leland, é o próprio diabo em Reaper, série que o Universal Channel deve estrear no dia 20.   Em Los Angeles, o ator falou ao Estado sobre seu personagem, um "diabo sofisticado." "Gosto do fato de ele usar roupas caras, de estar sempre com o cabelo impecável - e nunca mostrar seus chifres (risos)", brinca Wise. "Ele é elegante e eloqüente." O diabo de Reaper não é assustador, apenas manipulador. "Ele gosta de observar as pessoas se fazendo de tolas e curte o poder que tem", fala o ator. "Eu sinto esse poder quando entro em cena, e as falas que os roteiristas me dão só aumentam essa sensação. Adoro o senso de humor dele e o olhar desprezível sobre a existência humana - o que parece muito importante para você, não importa nada para ele", conta.Wise admite as semelhanças com o papel de Al Pacino em O Advogado do Diabo. O ator até alugou o filme para rever. Wise diz que tem facilidade para interpretar esses personagens mais "dark". Ele credita o fato à sua ascendência alemã com romena e índígena (Cherokee). "Tenho esses cabelos pretos, que agora estão meio grisalhos (risos), os olhos azuis e a estrutura facial meio indígena... Mas, meu senso de humor, meu olhar amigável e meu sorriso mostram o outro lado da moeda. Na vida real, sou uma boa pessoa (risos)!"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.