Na tela, o pobre Natal

O número de assinantes da TV a cabo com sobreposição - contratantes de mais de uma operadora - é ridiculamente pequeno, tão pífio que nenhuma das empresas do ramo sabe informar. Ainda assim, existe, o que não significa muito como alternativa. Olha só. Quem leva o pacote da NET, e também o da TVA, não tem a quem pedir socorro na chatice do Natal. No dia 25 a HBO (presente nas duas grades) vai de A História do Nascimento, às 21 horas, pretensamente para mostrar um documentário sobre fatos não documentados: as 48 horas da vida de José e Maria que antecedem o nascimento de seu filho, Jesus. Na TVA, o Film &Arts manda bala, no mesmo horário, com 180 minutos seguidos de "músicas clássicas temáticas". No programa, além da inevitável Jesus Alegria dos Homens, de Bach, também a eternamente reprisada apresentação da 9ª Sinfonia de Beethoven com a Western Divan Orchestra, regida por Daniel Barenboin. (Quem disse que a 9ª... é música de Natal?) Filmes? Coisas como Van Helsing - o Caçador de Vampiros (TNT, dia 25, 16h).Topas? A saída é esperar 2008. O HBO promete para março a estréia de Alice, série nacional sobre uma jovem mulher (Andrea Horta) de Tocantins que decide experimentar de tudo em São Paulo. Eba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.