Muito antes de Betty

O enredo de Betty, a Feia a partir do original colombiano virou febre mundial, mas a ideia de enfear uma bonitona para depois arrancar sua maquiagem e mostrá-la "transformada" em beldade é clichê antigo. Só para ficar no terreno da teledramaturgia brasileira que precede Betty, temos Suzy Rêgo no remake de A Viagem (1994, Globo), de aparelhos nos dentes e óculos graúdos. Algum parentesco com Betty? Que nada. A criação é de Ivani Ribeiro, autora criada na era do rádio e hábil na produção de tipos capazes de atrair o público. A própria personagem se denegria, por receio de provocar ciúmes na patroa, Dinah (Christiane Torloni).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.