Nina Prommer/AP
Nina Prommer/AP

Morre Tom Bosley, ator da série 'Assassinato por escrito'

Ator de 83 anos sofria de câncer de pulmão

EFE

19 de outubro de 2010 | 18h16

O ator Tom Bosley, famoso nos EUA pelo personagem Richie Cunningham do sitcom dos anos 70 Happy Days e Assassinato por escrito (Murder She Wrote) morreu hoje em Pal Springs (Califórnia), aos 83 anos, segundo informou o portal TMZ.com.

O ator, candidato ao Emmy em 1974 por Happy Days, morreu devido a complicações de um câncer de pulmão. Nascido em Chicago em 1927, estudou interpretação após abandonar a faculdade de Direito. Passou muito tempo entre os espetáculos da Broadway até se dedicar às séries de TV. Teve papeis secundários e participações em séries como One Tree Hill - Lances da Vida e Uma Família da Pesada (voz). Seu último papel no cinema foi na comédia romântica Plano B, com Jennifer López. Era casado com Patricia Carr Bosley.

Apesar da série ser um sucesso nos Estados Unidos e em diversos países, no Brasil Assassinato por Escrito foi apresentada com pouco destaque pela Rede Globo nos anos 90.

Bosley ganhou um prêmio Tony por interpretar o ex-prefeito de Nova York Fiorello LaGuardia no musical "Fiorello!" (1959). Ele também foi um dos protagonistas da comédia O Mundo de Henry Orient (1964), de Peter Sellers, onde dava vida ao marido da personagem de Angela Lansbury, com quem trabalhou anos depois em Assassinato por Escrito.

Em 2004, a revista especializada TV Guide listou o personagem de Happy Days como o número nove entre os "50 melhores pais da história da televisão". A série estreou em 1974 e teve 11 temporadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.