Morre a atriz Sandra Mondaini, ícone da televisão italiana

Atriz estava em delicado estado de saúde desde a morte de Vianello, com quem casou-se em 1965

EFE

21 de setembro de 2010 | 12h32

A atriz Sandra Mondaini, um dos ícones da televisão italiana, morreu hoje em um hospital em Milão aos 79 anos, por causa de uma insuficiência respiratória, cinco meses depois da morte de seu marido e companheiro de comédias, Raimondo Vianello.

 

A atriz estava em delicado estado de saúde desde a morte de Vianello, com quem casou-se em 1965. O casal era um dos mais bem-sucedidos da comédia italiana dos anos 50, 60 e 70.

 

Filha de Giacinto Mondaini, pintor e humorista italiano, a artista nasceu em 1931 em Milão e começou sua carreira como modelo para a revista "Mani di fata", trabalho que permitiu ajudar economicamente a sua família.

 

Sua trajetória como atriz começou em 1949 no teatro Olímpia de Milão com a comédia "Ghe pensi mi", junto ao ator e diretor Marcello Marchesi, amigo da família Mondaini.

 

Poucos dias depois da morte de Vianello, em 15 de abril, Mondaini teve de passar por um tratamento intensivo por problemas de saúde e ficou internada em duas ocasiões, em abril e em julho.

Tudo o que sabemos sobre:
Sandra MondainiItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.