Michael J. Fox será pai com Parkinson em comédia na TV

O ator Michael J. Fox, que reduziu seu ritmo de trabalho em 2000 para se concentrar no combate ao mal de Parkinson, vai estrelar uma nova comédia de televisão baseada em sua própria experiência com a doença.

Reuters

21 de agosto de 2012 | 11h11

A emissora NBC anunciou na segunda-feira que encomendou uma temporada completa de 22 episódios de uma série cômica, ainda sem título, estrelando o ator de "De Volta Para o Futuro", para o segundo semestre de 2013.

O programa terá Fox como um marido e pai de três filhos, na cidade de Nova York, que lida com família, carreira, e desafios que incluem o transtorno degenerativo do sistema nervoso, o mal de Parkinson.

"Ele (Fox) é extremamente fácil de se identificar, otimista, e em uma classe própria, e eu não tenho a menor dúvida de que o personagem que ele irá criar -- e os vívidos personagens da família que irão rodeá-lo -- serão instantaneamente reconhecíveis e hilários", afirmou o presidente da NBC Entertainment, Robert Grennblatt, em um comunicado.

Fox, de 51 anos, fez sua carreira nos anos 1980, com a comédia para televisão "Caras e Caretas" (Family Ties) e como o adolescente aventureiro Marty McFly na franquia de filmes "De Volta Para o Futuro".

Ele depois estrelou na comédia política "Spin City", vencendo diversos prêmios por sua atuação, mas tirou uma aposentadoria parcial da carreira em 2000, quando seus sintomas do Parkinson pioraram, e ele se concentrou em pesquisas para buscar uma cura para a doença.

Nos últimos anos, o ator canadense fez papéis de dublagem para filmes como "Stuart Little" e fez aparições especiais em séries de TV, como a comédia "Curb Your Enthusiasm" e no drama "The Good Wife".

As filmagens para o novo seriado irão começar este ano e o elenco para os outros papéis será anunciado futuramente, afirmou a NBC.

(Reportagem de Jill Serjeant)

Mais conteúdo sobre:
TVSERIADOMICHAELFOX*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.