Mês bom; GNT ruim

O relógio do programador da GNT está exigindo um ajuste esperto: o show de conversa Late Show com David Letterman, programado para entrar no ar à meia-noite e meia, acaba atrasando todos os dias. Na média, o retardo é de 12 minutos - e quem ganha é a turma da ação solitária, gratificada com os programas de sexo que invadem o horário do entrevistador. Na madrugada de quarta-feira, por exemplo, os assinantes que esperavam a entrevista com o ator Jamie Foxx viram um filmete mostrando o trabalho de um site que disponibiliza na internet as "faces do orgasmo" - pessoas comuns que se masturbam diante de uma câmera. É inglês, claro.Ainda assim, é novembro. E o mês revela um esforço de reação. Há estréias previstas, como a do mais novo 007 (Cassino Royale, sábado próximo às 22h no Premium) com o ator Daniel Craig. A Globo News promete muito com o especial 200 Anos da Chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, também no dia 10, às 21h05. E uma semana depois a bem-sucedida série brasileira Mandrake, de Marcos Palmeira, inicia a segunda temporada na HBO, às 22h. Mais cult que isso só a malcomportada tragicomédia Weeds: para iniciados, amanhã, às 23h30, no GNT, com a maconheira Mary -Louise Parker.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.