Reprodução
Reprodução

Mães buscam parceiras para os filhos em reality na França

Em 'Quem quer casar com meu filho?' participam rapazes de 25 a 39 anos, todos eles não independentes

Efe,

29 de outubro de 2010 | 15h49

Cinco mães buscarão a partir desta sexta-feira, 29, uma namorada para seus filhos no novo reality que lança a televisão francesa TFI, depois de um programa parecido ter sido feito em outra cadeia de TV holandesa.

 

Em "Quem quer casar com meu filho?" participam rapazes de 25 a 39 anos, todos eles não independentes, como já se pode ver no vídeo de cinco minutos que adiantou a TFI na web, antes de sua estreia esta noite.

O objetivo deste "reality", principal aposta de entretenimento da TF1 para esta temporada, é o que os rapazes decidam se preferem ir com alguma garota, que lhe agrade, ou continuar em casa.

 

Até a estreia não se poderá ver como filhos e mães buscam a mulher - e a nora - de seus sonhos. Nas redes sociais já se fazem numerosas críticas e comentários sobre este novo programa.

Por exemplo, no Facebook, um usuário diz estar "impaciente" para que comece o programa, em cujo casting se apresentaram cerca de 500 casais mãe e filho.

 

De todos os pares familiares, somente cinco, o do italiano Giuseppe, o "stripper" Florent, o do engenheiro Alban, o do condutor de ônibus Alexandre e do estilista gay Benjamin têm a oportunidade de encontrar a mulher perfeita.

 

 

Em uma entrevista publicada no site da TF1, um dos participantes, Alexandre, assegura que entrou no programa para "encontrar o amor".

 

Na mesma linha, outro deles, Giuseppe, indicou não necessitar da TV para "seduzir", ainda que sua intenção, como a do colega, é conhecer uma mulher para casar e deixar de lado "as aventuras da noite".

Assim, hoje, um ano depois da produtora Starling começar a trabalhar no projeto, exibirá o primeiro dos oito episódios de noventa minutos a serem transmitidos pela cadeia francesa.

Mais conteúdo sobre:
reality showFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.