Luiz Melodia na fina sintonia do samba

'Estação Melodia' ao Vivo foge do lugar comum da MTV e traz o cantor em produção impecável

Lauro Lisboa Garcia, O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2008 | 15h42

Esses projetos de DVDs de shows gravados por emissoras de televisão, em geral reúnem claques que não têm intimidade com o artista enfocado (MTV, Globo), portanto não estão nem aí para o que acontece no palco, ou platéias de fãs histéricos que só atrapalham (Multishow, por exemplo) com "participação" excessiva. Em Estação Melodia ao Vivo não acontece bem uma coisa nem outra. O primeiro lance inusitado é a união da gravadora Biscoito Fino com a MTV, de perfis quase antagônicos. Luiz Melodia, em si, já é um antídoto à superficialidade musical que assola a TV brasileira.O público que acompanhou a gravação do DVD em junho deste ano em São Paulo pode não conhecer um décimo do que ele cantou, mas, atencioso, demonstra respeito. O repertório (como a produção) é impecável: foi baseado no álbum de mesmo nome, em que o cantor interpreta sambas e choros dos anos 30 aos 50 (de Cartola, Ismael Silva, Geraldo Pereira, Zé Ketti, Haroldo Lobo e Wilson Batista). Além desses, também tem material mais recente, incluindo clássicos do próprio Melodia, como Estácio Eu e Você, Fadas e Estácio Holly Estácio, Gente Humilde (Garoto/Vinicius de Moraes/Chico Buarque), e um choro do violonista Renato Piau (fiel e hábil acompanhante do cantor há décadas), em fina sintonia estilística com os mais antigos. Como no CD, o ambiente é de gafieira, com arranjos e interpretações brejeiras da (excelente) banda e do cantor, que atua com a elegância habitual. Além da beleza e da singularidade de sua voz, merece destaque o suingado arranjo de samba-choro para Fadas, em que os músicos ganham espaço para exibir suas habilidades em solos calorosos.

Tudo o que sabemos sobre:
Luiz MelodiaMTV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.