Reprodução
Reprodução

Jon Stewart volta ao Late Show e dispara livremente contra a Fox News e Trump

Apresentador estava há 351 dias afastado das câmeras nesse formato

Dave Itzkoff, The New York Times

22 Julho 2016 | 16h45

Quando Jon Stewart apareceu, na segunda-feira, no The Late Show With Stephen Colbert, foi especialmente para explorar o lado cômico com o apresentador da CBS (e ex-colega seu no Comedy Central) no sketch que apresentava Stewart cuspindo goles de água sobre Colbert.

Mas na noite de quinta-feira, 21, quando Stewart retornou ao The Late Show numa transmissão ao vivo após a convenção republicana, foi cuspindo fogo, num monólogo veemente sobre a disputa presidencial de 2016, a hipocrisia da mídia e seus velhos inimigos da Fox News.

Num trecho do programa que durou 10 minutos do Late Show de Colbert, no Ed Sullivan Theater, com um formato quase igual ao do The Daily Show, Stewart combinou seu discurso ácido ao vivo diante das câmeras com clipes de TV editados, criticando ferozmente o âncora da Fox News, Sean Hannity, e outras personalidades da TV que, disse ele, fazem o impossível para apoiar o candidato republicano Donald Trump.

Tendo como alvo apresentadores e comentaristas que dizem querer seu país de volta, Stewart afirmou “vocês acham que são os donos legítimos deste país. Só tem um problema. Este país não é seu. Não o possuem. Ele nunca foi”.

Veja o vídeo (sem legendas) e leia abaixo uma transcrição do segmento:

Bem, a convenção terminou. Achei que Donald Trump iria discursar. Ivanka disse que ele se apresentaria. Que ele estava realmente simpático e generoso, mas então seu lado raivoso irrompeu e ele simplesmente vomitou impropérios durante uma hora. Mas os republicanos parecem ter um plano muito claro para os EUA e o expuseram durante a convenção. Primeiro, prenda seu oponente político. Segundo, aplique em Rudy Giuliani uma injeção da droga mais forte e um clíster de Red Bull. Em terceiro lugar, passe o resto do tempo apavorando todo mundo. Mas não estou interessado nisto. Estou interessado em ginástica. Com a aproximação da Olimpíada do Rio, estou desfrutando do programa de ginástica. As contorções que muitos conservadores agora terão de fazer para aceitar Donald Trump, um homem que encarna claramente as coisas que eles há anos dizem que odeiam em Barack Obama.

Um narcisista sem nenhuma experiência de governo. Sim. Isto soa exatamente como...Barack Obama. Então, agora a mídia de direita vai de ter de passar 24 horas por dia, sete dias na semana, justificando a escolha que fizeram. Conseguirão? Vamos traçar sua jornada através dos olhos de um dos seus ginastas mais talentosos (foto de Sean Hannity). Hum, este nome me foge. Vamos chamá-lo de Lumpy. Hei, Lumpy. Por exemplo, eis como Lumpy se sente com relação às divisões causadas por Obama.

Gatos contra ratos! Batman versus Superman! (Fotos de Taylor Swift, Kanye West e Kim Kardashian). Esta contra os outros dois. Fiquei fora durante algum tempo e não sei do que se trata. Se você gosta de divisões, e quando Trump sugeriu que o México estava enviando estupradores para nosso país? No Cinco de Mayo tivemos o “taco bowl” na Trump Tower, um dos pratos mais restauradores no menu. Não sou especialista em unidade racial. Mas acredito que alguns dos nossos líderes históricos mais prezados nessa área retuitariam para defensores da supremacia branca menos do que Trump. Então, eu acredito - só estou dizendo. E depois tem o amiguinho de Obama que Lumpy não suporta. Seu velho amigo, o Teleprompter.

Ele provavelmente dorme com o maldito negócio e provavelmente não chama no dia seguinte porque não avisou o teleprompter. Lumpy, seu 180, por favor.

Você odeia telepromters! Para você “teleprompters são para pessoas estúpidas e achava que Trump o manipulava muito bem”. OK, inexperiência à parte. Divisões à parte. O pior no caso de Barack Obama é seu elitismo.

Sim, seu elitista! Você provavelmente come hambúrguer com a boca. Em vez de agir como um real americano. Como eles são servidos no Arby’s. Ao mesmo tempo, eis como Lumpy se sente com relação ao sujeito que se senta num trono de ouro no topo de uma torre dourada com seu nome em letras de ouro no alto, comendo pizza com garfo e faca. Como você se sente com relação a esse sujeito?

Não é um problema. Sabe de uma coisa? É verdade. Trump não parece o tipo de indivíduo que quer ter uma frota de aviões. Veja, tudo isto na realidade é superficial e estou certo de que fácil para as pessoas com ética ou princípios aceitarem alguém que encarna tudo que elas dizem que odeiam com relação ao presidente que governou nos últimos oito anos. Porque, na verdade, em se tratando de um presidente isto tem a ver como o que há por dentro. E é neste ponto que Lumpy e os seus amigos - realmente acham o presidente deficiente.

Obama iria. Ele é o tipo de cristão que, você sabe, (sussurro) não é cristão. Quando o Papa disse que a fala de Trump sobre a imigração não é cristã, seguramente isto deu a Lumpy o que pensar.

Sim. Vejamos, seriamente, em que ponto estamos. Ou Lumpy e seus amigos estão mentindo quando se dizem molestados por um sujeito irritadiço, autoritário, leitor de teleprompter não muito cristão como presidente. Ou não se importam, desde que o narcisista, tirano autoritário e irritadiço leitor de teleprompter seja o seu. Vocês querem apenas que essa pessoa lhes devolva seu país. Porque acham que são os legítimos donos deste país. O único problema é que este não país não é seu. Nunca foi. Não existe nenhuma América de verdade. Vocês não são donos dela. Não são os detentores do patriotismo, da Cristandade. Vocês com certeza não possuem respeito pela coragem e sacrifício dos militares, da polícia e dos bombeiros.

Acreditem, vi muitas pessoas na convenção em Cleveland com sua retórica do “Blue lives matter” (movimento de defesa da polícia) que permaneceram em silêncio ou combateram ativamente a renovação de autorização prevista em lei relativa aos primeiros socorristas do 11 de setembro.

Estamos ao vivo. Portanto eu o vejo. Você tem um problema com aqueles americanos que estão disputando seu lugar na mesa. Vocês têm um problema com isto porque se sentem como - qual a palavra do republicano Steve King para isto? Subgrupos de americanos que estão causando divisões. Bem, se você tem um problema com isso, fale com os fundadores. Aceitamos estas verdades como evidentes por si mesmas. “Todos os homens são criados iguais”. Respeito, Lin Manuel. Aqueles que lutam para ser incluídos no ideal de igualdade não estão provocando divisões. Mas aqueles que lutam para manter essas pessoas afastadas, estão. Portanto Lumpy, você e seus amigos apoiam Donald Trump. Claramente, o “c” ao lado dos seus nomes não significa constitucional ou conservador. Mas covarde, conveniente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.