Jerry Van Dyke, irmão mais novo de Dick Van Dyke, morre aos 86 anos

Jerry Van Dyke, irmão mais novo de Dick Van Dyke, morre aos 86 anos

O ator só conseguiu sair da sombra do irmão famoso graças ao sucesso da série de TV 'Coach', para o qual foi indicado para o Emmy de melhor coadjuvante

Daniel E. Slotnik, The New York Times

07 Janeiro 2018 | 00h17

Jerry Van Dyke, que depois de décadas no show business finalmente emergiu da sombra de seu irmão mais velho, Dick, com um papel indicado para o Emmy na série cômica Coach, da ABC, morreu sexta-feira, 5, em sua fazenda no Arkansas, EUA. Ele tinha 86 anos.

A mulher de Jerry, Shirley Ann Jones, disse que sua saúde se deteriorou desde um acidente de carro em 2015. Desde o início, a carreira na TV de Van Dyke estava entrelaçada com a de seu irmão. Uma das suas primeiras aparições na televisão foi em 1962, em um episódio de duas partes de The Dick Van Dyke Show, como Stacey Petrie, o irmão comediante do personagem de Dick, Rob Petrie. 

Enquanto Dick teve sucesso desenfreado no começo, com show na Broadway, o filme Bye Bye Birdie, o musical da Disney Mary Poppins e The Dick Van Dyke Show, a carreira de seu irmão foi definida por uma série de projetos de curta duração, como The Judy Garland Show e Picture This.

Van Dyke foi franco, mas bem-humorado sobre suas falhas. “Se eu tivesse que fazer tudo de novo, eu definitivamente teria apagado as coisas”, disse ele à Associated Press em 1994. “Quase tudo o que fiz!”

O pior desses projetos foi My Mother the Car, que durou por uma temporada no início da NBC, em setembro de 1965. Ele faz o papel de um homem que compra um carro com o espírito de sua mãe falecida, interpretada por Ann Sothern. 

A premissa parece exagerada, senão bizarra, mas as comédias fantásticas como Jeannie É um Gênio e A Feiticeira tornaram-se populares na mesma época. My Mother the Car nunca pegou e foi atacada pelos críticos. "Quando as pessoas falam sobre a televisão ruim, My Mother the Car é o programa que elas se lembram", disse Van Dyke ao AP em 1990. Ele passou a ter papéis em outras séries que não duraram muito, como Accidental Family13 Queens Boulevard

Seu irmão, entretanto, teve mais sucesso, incluindo um papel principal no filme de 1968 de Disney, O Calhambeque Mágico, um musical sobre um carro voador. Mas, em 1989, Jerry Van Dyke conseguiu o papel de Luther Van Dam, o assistente do treinador de futebol interpretado por Craig T. Nelson, em Coach, que durou até 1997. Eles trabalharam juntos para liderar o Minnesota State University Screaming Eagles, muitas vezes com aparições de profissionais do futebol como Troy Aikman, Dick Butkus e Jerry Jones, além de atores como Lucy Liu, Drew Carey e Mary Hart.

Van Dyke foi convidado em programas de entrevistas, como Late Show With David Letterman, e foi indicado para quatro Emmys como ator coadjuvante, mas nunca ganhou nenhum. Ele disse à USA Today, em 1990, que estava entusiasmado por ter algum reconhecimento após sua carreira sinuosa.

Seu irmão Dick Van Dyke tem atualmente 92 anos. 

 

Mais conteúdo sobre:
Dick Van Dyke

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.