Divulgação
Divulgação

Jennifer Lopez é a estrela da vez na TV

A atriz, famosa por seus papéis no cinema, vive policial corrupta em ‘Shades of Blue’

Mariane Morisawa, ESPECIAL PARA O ESTADO

02 de abril de 2016 | 16h00

PASADENA - Jennifer Lopez é jurada da última temporada de American Idol, que coroa seu derradeiro finalista na quinta-feira, 7, flerta com Leonardo DiCaprio no quadro Carpool Karaoke, do programa Late Late Show with James Corden, e está no meio de uma residência de três anos em Las Vegas. Ainda assim, encontrou um tempinho para estrelar sua própria série dramática, Shades of Blue, que estreia no Brasil também na quinta-feira, 7, às 22h, no canal Universal. “Foi desafiador em termos de agenda, mas todo o mundo foi respeitoso e me ajudou a fazer funcionar”, disse a cantora e atriz à imprensa em Pasadena, na Califórnia. “Deu nervoso, claro. Fazer um drama semanal de uma hora é provavelmente um dos trabalhos mais difíceis do show biz. É muito exigente e, neste caso em especial, uma montanha-russa de emoções.”

Uma das soluções para encaixar na programação da estrela foi gravar todos os episódios antes de ir ao ar. Claro que JLo, como é conhecida, é uma popstar dessas modernas e empoderadas, para usar a palavra da moda. “No fim das contas, você tem de dar tudo, colocar seu coração no projeto, arriscar e ver o que acontece. É assim que abordo todas as coisas, de qualquer maneira”, disse ela, que também é produtora executiva da série.

Lopez ainda encontrou tempo para retomar as aulas de boxe, que começou a praticar antes das filmagens de Assalto sobre Trilhos (1995). “Mas não me exercitei muito. Achei que a personagem precisava ser diferente de quem sou na vida real, em que preciso ficar constantemente preocupada com minha aparência.”

Em Shades of Blue, criada por Adi Hasak, Lopez interpreta a detetive Harlee Santos, mãe solteira da adolescente Cristina (Sarah Jeffery). Harlee é uma anti-heroína à la Annalise Keating (de How to Get Away with Murder), cheia de conflitos e atitudes pouco nobres. Faz parte de um grupo de policiais corruptos liderado por seu chefe, o tenente Matt Wozniak (Ray Liotta), que vê em Harlee uma espécie de filha. Mas um dia a casa cai, e ela se vê obrigada a cooperar com o FBI, entregando seus amigos e parceiros de crime. “Estamos produzindo um programa que gira em torno de uma unidade de policiais em Nova York nos dias de hoje. Se não refletíssemos os nossos tempos, não seria contemporâneo”, disse o produtor Jack Orman, que não teme uma reação negativa da corporação, constantemente envolvida em escândalos de corrupção. “Queremos explorar todos os lados, mostrar o lado heroico dos policiais também, porque eles colocam suas vidas em risco.”

O piloto de Shades of Blue tem direção de Barry Levinson, vencedor do Oscar por Rain Man. “Essa é uma das melhores épocas em termos de televisão, vemos mais e mais talentos do cinema que trabalham em ambos. É o lugar para estar se você quer fazer um trabalho mais aprofundado”, disse. “Fiquei empolgado com o projeto porque ele tem casos em cada episódio, mas também um arco dramático maior e personagens fortes.” A televisão também é o meio que melhor reflete a sociedade, acredita Jennifer Lopez, filha de porto-riquenhos. “Finalmente, vejo progresso em termos de diversidade, não apenas em termos de grupos raciais ou culturais, mas também de gênero”, afirmou a atriz. “E, para mim, o ponto de virada foi a estreia de Grey’s Anatomy, de Shonda Rhimes. Para mim, foi quando a televisão voltou a ser interessante e quando a diversidade passou a se tornar a norma. Não há mais como escapar.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.