Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Iraniano é acusado de roubar episódios de 'Game of Thrones'

Behzad Mesri teria invadido a HBO entre maio e agosto para roubar episódios ainda não exibidos de séries como 'Ballers', 'Curb Your Enthusiasm' e 'The Deuce', além de 'Game of Thrones'

Jim Finkle, Reuters

21 de novembro de 2017 | 17h23

Procuradores norte-americanos acusaram um hacker sediado no Irã de ter invadido a rede do canal de televisão a cabo HBO e roubado episódios e sumários de enredos inéditos de séries, incluindo Game of Thrones, e depois ameaçado liberar os dados a menos que recebesse US$ 6 milhões.

O ataque cibernético veio à tona em meados do ano, quando a HBO ainda transmitia a temporada mais recente de Game of Thrones, e a Time Warner, empresa do mesmo conglomerado do canal, buscava aprovação de uma agência reguladora para se vender à AT&T por meio de um acordo de US$ 85,4 bilhões anunciado em outubro de 2016.

Um indiciamento lacrado divulgado nesta terça-feira, 21, pelo gabinete do secretário de Justiça dos Estados Unidos de Manhattan acusa Behzad Mesri, também conhecido como "Skote Vahshat", de invadir a HBO entre maio e agosto e roubar episódios ainda não exibidos de séries como Ballers, Curb Your Enthusiasm e The Deuce. Mesri também roubou roteiros e sumários de enredos de séries como Game of Thrones, de acordo com o indiciamento.

O indiciamento descreveu Mesri como um "autointitulado especialista" em invasões digitais que trabalhou em nome dos militares iranianos para atacar sistemas militares, sistemas de software nuclear e componentes da infraestrutura de Israel.

+ Novo episódio de 'Game of Thrones' vaza na internet dias antes da estreia

+ HBO teria oferecido recompensa a hackers

O documento também alegou que ele ajudou um grupo de hackers iranianos, o Turk Black Hat Security Team, a desfigurar centenas de sites dos EUA e outros países.

A Reuters não conseguiu fazer contato com Mesri para obter comentários.

+ Sem 'Game of Thrones', HBO aposta em 'Westworld' e série com Amy Adams para 2018

+ Filmagens da última temporada de 'Game of Thrones' devem avançar por 2018

Um porta-voz do gabinete do secretário de Justiça disse que Mesri não foi preso, mas não quis comentar o paradeiro do suspeito. Não foi possível encontrar um representante da HBO de imediato para obter comentários. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.