Humor de Médici dá o tom em Casos e Acasos

Com agenda lotada no teatro, ator respira TV em doses homeopáticas, mas precisas, via Globo

Cristina Padiglione, O Estado de S.Paulo

06 de julho de 2008 | 00h03

Já viu o sujeito que se acha muito esperto? Que prepara um dia especial para a namorada e enforca o expediente alegando ao chefe que está mal de saúde? E que, à noite, ao jantar em restaurante bacana com a mocinha, dá de cara com o boss? Bem, o cara tenta consertar o que vai se mostrando incontornável. Pois essa historinha, quase trivial, como manda a idéia de graça cotidiana do programa, é encabeçada por Marcelo Médici no Casos e Acasos que a Globo leva ao ar nesta quinta-feira, após A Grande Família.Médici faz par com Tânia Kalil. O chefe é Franciso Cuoco. "Ele diz à namorada que sai fácil dessa cilada, fala que o chefe gosta de ser bajulado e manda uma garrafa de vinho para a mesa dele", conta o ator. Acaso do caso é que o subalterno confunde o ano da safra com o preço. Quando percebe que o vinho custa 5 mil, e não 75 reais, tenta persuadir o chefe a trocar de garrafa, mas o garçom saca a rolha antes que o homem se renda.É o segundo Casos e Acasos, programa novo na grade da Globo, que Médici faz em um mês. Dono de humor curinga, que não se atrela a personagem único, o ator foi sondado também para participar de Dicas de Um Sedutor, o que só não vingou porque a emissora tem evitado a exposição de um mesmo profissional em vários programas em curto prazo.O caso é que Médici tem teatro lotado até agosto, quando acaba mais uma temporada da incansável Cada um com seus Pobrema, monólogo onde interpreta nove tipos. Na seqüência, no mesmo palco do Shopping Frei Caneca, o ator estréia, em 24 de setembro, a nova montagem de O Mistério de Irma Vap, sucesso que Marco Nanini e Ney Latorraca lideraram por mais de 10 anos. Marília Pêra, diretora da primeira versão, volta a dirigir o espetáculo, agora com Médici (nos papéis de Nanini) e Cássio Scapin (nos papéis de Latorraca).

Tudo o que sabemos sobre:
marcelo medicicasos e acasos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.