Harry e Sally numa certa delicatessen

Harry e Sally - Feitos Um para o Outro. No Telecine Cult, às 18h10. Reprise, cor, 96 min

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2009 | 22h17

Claro que você vai ter de assistir ao programa da TV paga para confirmar, mas a mãe do diretor Rob Reiner tem a fala mais engraçada de Harry e Sally - Feitos Um para o Outro, que ele reservou justamente para o final da cena na delicatessen. Veja para saber o que ela diz, e como, mas independentemente disso, ou da cena, você vai se divertir bastante com esta comédia, na vertente de Woody Allen (o da fase antiga), sobre como homens e mulheres se veem uns aos outros.

A trama passa-se em Nova York, onde Billy Crystal, Harry, e Meg Ryan, Sally, são amigos há muitos anos e se apoiam nos momentos difíceis, que em geral são aqueles em que estão terminando relacionamentos e se sentem mais sozinhos. Quando percebem que, na verdade, estão apaixonados, eles temem assumir, com medo de que isso seja o fim da amizade. Comédia romântica exemplar, Harry e Sally tem ótimos diálogos, uma dupla perfeita e a cena em que Meg simula um orgasmo - tão convincente que até a mãe do diretor pede o mesmo prato da estrela, para tentar repetir o efeito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.