Jojo Whilden/Hulu via AP
Jojo Whilden/Hulu via AP

'Happiest Season', com Kristen Stewart, destaca amor LGBT em comédia romântica natalina

'Teria adorado crescer com um filme como este', afirmou a protagonista; veja trailer

Rollo Ross, Reuters

24 de novembro de 2020 | 12h40

Happiest Season, filme da Hulu estrelado por Kristen Stewart que será lançado na sexta-feira, rompe o molde das comédias românticas contando a história de um casal de lésbicas na época das festas de final de ano.

Stewart, que é bissexual, disse que fica pasma por ter demorado tanto para um grande estúdio produzir um filme deste tipo.

“Teria adorado crescer com um filme como este. Mas o fato de que tenho 30 anos e estou nele... sinto-me muito sortuda de estar no primeiro filme, mas também estou perplexa de que seja (o primeiro)”, disse Stewart.

Ela interpreta Abby, que está em um relacionamento com Harper (Mackenzie Davis) há mais de um ano quando esta a convida a passar o Natal com sua família. No caminho, Harper revela que seus pais não sabem que ela é gay e que Abby tem que fingir ser sua colega de quarto heterossexual.

Clea Duvall, diretora e corroteirista de Happiest Season, disse que sentiu haver uma lacuna de filmes LGBT com um toque mais leve no mercado.

“Não acho que sempre tenha que ser uma história pesada”, disse. “Merecemos romances grandes, brilhantes, ousados... no qual se pode ter um final feliz.”

Daniel Levy, conhecido por seu papel premiado com o Emmy na comédia Schitt’s Creek, vive o melhor amigo gay de Abby, e disse que mais histórias como Happiest Season precisam ser contadas.

“O fato de que estamos em 2020, e acho que é o primeiro filme de um estúdio que retrata duas mulheres que se apaixonam durante as festas de final de ano, é meio chocante”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Kristen StewartHulustreaming

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.