Edu Moraes/Record TV
Edu Moraes/Record TV

Gugu está internado na UTI de hospital de Orlando 'em observação'

Somente na sexta-feira, 22, um boletim médico com mais informações será divulgado; apresentador sofreu uma queda em sua casa

Guilherme Sobota e Renato Vieira, O Estado de S. Paulo

21 de novembro de 2019 | 21h11
Atualizado 22 de novembro de 2019 | 16h17

O apresentador Gugu Liberato está internado na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital em Orlando, na Flórida. Gugu sofreu uma queda em sua casa na cidade e está "em observação", vivo.

Segundo a assessoria de imprensa do apresentador, ele está sendo acompanhado pela equipe médica local. "As informações que circulam sobre uma suposta morte do apresentador são inverídicas", afirma a nota, emitida às 20h59 desta quinta-feira, 21.

Parentes do apresentador chegaram a Orlando, nos Estados Unidos, por volta de 19h30 desta quinta-feira para conversar pessoalmente com os médicos.

Nesta sexta-feira pela manhã, a assessoria do apresentador se limitou a divulgar o mesmo boletim do dia anterior. 

 

Leia a nota oficial sobre o estado de saúde de Gugu Liberato:

"Nesta quarta-feira, 20, o apresentador Gugu Liberato sofreu um acidente (uma queda) em sua casa em Orlando e encontra-se internado em observação.

Gugu está na Unidade de Terapia Intensiva e vivo, sendo acompanhado pela equipe médica local. As informações que circulam sobre uma suposta morte do apresentador são inverídicas. 

Os familiares de Gugu chegaram a Orlando por volta das 19h30  desta quinta-feira e irão conversar pessoalmente com a equipe médica.

De acordo com os procedimentos do hospital, somente amanhã, sexta-feira, um boletim médico será divulgado primeiramente à família. 

Assim como todos os familiares, amigos, fãs e profissionais de imprensa, estamos confiantes em sua recuperação e agradecemos as manifestação de apoio.

Voltaremos a informá-los. Contamos com a compreensão de todos."

Tudo o que sabemos sobre:
Gugu Liberatotelevisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.