Greve nos EUA afeta safra na TV

Fox decidiu adiar estréia do 7.º ano de 24 Horas; Lost tem menos de dez episódios finalizados

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2007 | 22h16

Os roteiristas de cinema e TV estão em greve nos Estados Unidos desde a última segunda-feira, dia 5. Eles querem uma maior participação nos lucros das vendas de DVDs e de conteúdos para a internet, entre outras reivindicações. Infelizmente, essa greve afeta a vida de quem curte seriados, afinal, muitas atrações ainda estão sendo rodadas e terão suas temporadas atrasadas. Cerca de 12 mil roteiristas aderiram à greve.A equipe de Lost, por exemplo, havia filmado até a semana retrasada sete episódios que não foram finalizados. A solução para a ABC é atrasar a estréia da 4ª temporada, prevista para fevereiro ou fechar o ciclo com esses poucos capítulos.A Fox seguiu a primeira opção e decidiu segurar a estréia da 7ª temporada de 24 Horas , já que apenas oito episódios da safra haviam sido filmados antes da greve. A série do agente Jack Bauer não tem graça se não tiver a temporada fechada nos 24 capítulos. Segundo o The New York Times, a lista de profissionais de séries que rapidamente entraram em greve incluem a nova The Big Bang Theory e a veterana Two and a Half Men. Tina Fey, estrela e roteirista de 30 Rock, também parou. Heroes é outra série em apuros. Algumas produções que estão paradas são The New Adventures of Old Christine, The Office, Rules of Engagement, Til Death e até Desperate Housewives.Para preencher a grade, os canais americanos vão utilizar reality shows e filmes . A última greve de roteiristas que houve nos Estados Unidos foi em 1988 e durou cinco meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Greve de roteiristasEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.