Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Gregório Duvivier se aventura no “late show” em novo programa na HBO

Comediante se inspira em John Oliver para apresentar o 'Greg News', que estreia nesta sexta-feira, 5

Entrevista com

Gregório Duvivier

Pedro Rocha, Especial para o Estado

01 Maio 2017 | 03h00

Depois de muitos anos com apenas Jô Soares mantendo o formato no Brasil, o País agora experimenta um “boom” de programas no estilo “late show” - apresentados, na maioria das vezes, por comediantes. Após nomes como Danilo Gentilli, Fábio Porchat e Tatá Werneck, é a vez de Gregório Duvivier se aventurar no gênero.

Greg News - com Gregório Duvivier estreia na próxima sexta-feira, 5, na HBO Brasil, nos moldes do que é visto nos EUA com o Last Week Tonight, apresentado pelo britânico John Oliver. Em seu programa, Oliver fala semanalmente sobre temas com tom político e opinião, sem deixar o humor de lado. Este será o objeitvo de Gregório. “O humor ajuda muito a deglutir coisas que, em geral, são difíceis de digerir. Tem temas que só o humor sabe falar”, comenta em entrevista ao Estado.

Conhecido nas redes sociais por sua posição de esquerda, o ator garante que vai criticar todos os lados, mas sem deixar de dar a sua opinião. “É um programa que vai, basicamente, bater em todos. Claro que não vai bater igualmente, essa previsão de imparcialidade é um problema, mas certamente vai bater.”

O programa, semanal, não será um 'talk-show' de entrevistas e terá como uma das principais características a flexibilidade em seu formato para abordar diferentes temas.”A gente quer falar com certeza de juros, impostos, terceirização, previdência. Sempre fugindo das dicotomias óbvias”, garante. “Vamos tentar ouvir especialistas para formar, sempre, uma opinião bem-humorada sobre temas que, em geral, são espinhosos.”

Segundo ele, o programa será feito do ponto de vista do “leigo profissional”, da pessoa que não entende nada, como o próprio define e diz estar incluído. “É bom deixar claro isso, não sou especialista em assunto nenhum e eu acho que esse é um ponto de partida muito bom, assumir a nossa ignorância.”

As entrevistas serão ocasionais e de acordo com a temática. “Às vezes, sinto que a obrigação da entrevista faz com que nem todo entrevistado seja legal. Se tivermos alguém legal, vamos chamar, quando não, fazemos monólogo, que adoro.” 

Além de Duvivier, a produção do Greg News inclui ainda jornalistas, um cartunista, um sociólogo e ainda mais alguns humoristas e especialistas em “textão no Facebook”, como conta o apresentador. “O programa, também por ter uma equipe muito diversa, nunca vai ser partidário e panfletário.”

Por ser opinativo, o Greg News deve fugir de brincadeiras comuns nos programas de “late show” existentes no País, influenciados por Jimmy Fallon, que, nas eleições de 2016, nos EUA, foi duramente criticado por pegar leve com o então candidato à presidência Donald Trump em entrevista. “Não faria carinho na cabeça do Trump. Há coisas mais pungentes a se fazer, fiquei meio decepcionado com ele”, comenta. “Acho que isso ajudou muito o Trump a se eleger, tornou ele fofo com aquele cabelo despenteado, é muito perigoso isso.”

Duvivier ganhou destaque na internet por fazer parte do canal de humor Porta dos Fundos, que recentemente teve uma parte vendida para o grupo multinacional Viacom. “Para algumas pessoas eu sou comprometido por ter um pensamento de esquerda, mas é engraçado que para alguns movimentos sociais eu sou extrema direita (…). Acabamos de vender o Porta para os americanos”, brinca. 

Além de ser sócio, Gregório se diz fã do projeto - e por isso convidou a produtora do Porta dos Fundos, Tereza Gonzalez, para ajudar no Greg News. Duvivier afirma ainda que a venda não vai causar mudanças no canal. “A rotina vai ficar mais ou menos a mesma, todos os sócios vão continuar lá, ninguém vai sair, fazendo três vídeos por semana.”

O conteúdo criativo do Porta dos Fundos também não vai ser alterado, segundo ele. “Eles até compraram por isso, não faria muito sentido. Muito pelo contrário, a gente assina prometendo que o Porta vai ficar igual”.

O Greg News vai se somar à rotina já agitada de Gregório, que se diz, porém, ansioso. “Vai ser uma ‘ralação’ intensa, mas eu adoro”. Ao todo, o programa terá 20 episódios de meia hora, que serão exibidos sempre às sextas-feiras, às 22h, na HBO Brasil. Logo após a exibição, o programa estará disponível na íntegra na plataforma de streaming do canal, a HBO GO, e parcialmente no YouTube.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.