Luke MacGregor/ Reuters
Luke MacGregor/ Reuters

Governo Trump vai virar minissérie de TV inspirada em livro de ex-chefe do FBI

O enredo será baseado na obra 'Uma lealdade superior: verdade, mentiras e liderança', escrita por James Comey. A produção será da rede americana CBS

AFP, Agências

08 de outubro de 2019 | 14h49

A rede de televisão americana CBS vai produzir uma minissérie inspirada no livro do ex-diretor do FBI James Comey, um grande crítico do presidente dos Estados Unidos e que devido à sua postura política, acabou sendo demitido por Donald Trump em 2017. Segundo divulgado pela emissora na última segunda-feira, 7, o comediante irlandês Brendan Gleeson é quem ficará responsável por interpretar o presidente dos Estados Unidos no seriado. O anúncio foi feito por meio do perfil da CBS no Twitter.

Gleeson, atualmente com 64 anos, foi indicado várias vezes ao Globo de Ouro e é reconhecido por sua atuação notável de Winston Churchill em Tempos de Tormenta (Into the Storm, 2009). Já o papel de James Comey será interpretado pelo ator americano Jeff Daniels, também indicado para vários Globos de Ouro.

Publicado em 17 de abril de 2018, Uma lealdade superior: verdade, mentiras e liderança (em tradução literal) de Comey, foi um dos primeiros livros a expor o interior da administração do governo Trump. Na obra, o ex-diretor do FBI de 58 anos, retrata Donald Trump como um personagem desonesto e egocêntrico, comparando seus métodos com os de um chefe da máfia. O livro já vendeu mais de um milhão de cópias nos Estados Unidos.

Após ser demitido do FBI em 9 de maio de 2017, Comey afirmou em uma audiência no Senado, em junho do mesmo ano, que o presidente havia pedido que ele abandonasse parte da investigação sobre possível interferência russa nas eleições de 2016. Vale lembrar que o caso chegou até a mídia por envolver o general Michael Flynn, ex-consultor de segurança dos Estados Unidos e um dos homens de alto escalão do governo Trump, que estaria supostamente envolvido no esquema.

A emissora ainda não informou a data do lançamento e nem em qual canal a série será exibida. Segundo uma fonte próxima ao grupo de mídia, o programa pode ser veiculado no serviço de streaming CBS All Access, no canal a cabo Showtime, ou até mesmo em ambos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.