Globo sacrifica 'O Clone' para resgatar ibope

03 de janeiro de 2011 | 12h24

Para sustentar a classificação indicativa "Livre" de O Clone, que reestreia no Vale a Pena Ver de Novo em uma semana, a Globo há de decepar o mote que mais notoriedade deu à novela, há quase dez anos: a abordagem sobre drogas. Não veremos a Mel (Débora Falabella) tomando perfume nem Lobato (Osmar Prado) admitindo que cocaína é uma tentação. Desde 2009, quando Senhora do Destino rendeu advertências do Departamento de Classificação Indicativa, a Globo não escala para o Vale a Pena uma novela produzida originalmente para a faixa das 20h. Mas Nazaré (Renata Sorrah), mesmo sob camisa de força, emplacava de 25% a 29% no Ibope, e a atual reprise, Sete Pecados, esbarra em 12%.

Flashback

Logo se verá um dos ataques de fúria de Saulo (Werner Shünemann) contra Arthurzinho (Julio Andrade) em Passione. O patrão diz que o mordomo foi contratado para vigiar Stela (Maitê Proença) e não cumpre o seu dever

US$ 604,8 mi

foi o que a DirecTV anunciou ter pago à Globo por 18,9% de ações da Sky no Brasil. A Globo ainda se mantém sócia da operadora em 7%

'Juntos, nós vamos fazer uma televisão de primeiro mundo' Hebe Camargo, entusiasmada, em sua primeira aparição na RedeTV!, cena gravada e exibida na virada do dia 31

Já estavam no Youtube no mesmo sábado, dia 1º, as imagens do bispo Edir Macedo cumprindo o ritual shake hands, muito à vontade, com Dilma Rousseff, durante a recepção a convidados e chefes de Estado no Palácio do Planalto, por ocasião da posse da presidente em Brasília.

A postagem do vídeo no site é associada a fiéis da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

Edir Macedo foi à posse de Dilma escoltado pelo staff da TV Record. Estavam com ele o presidente da emissora, Alexandre Raposo (que quase atrapalhou a imagem principal, ao se posicionar na frente de Dilma e Macedo, obstruindo o ângulo de fotógrafos e cinegrafistas), o presidente de relações corporativas da Record, Marcos Pereira, e o vice-presidente de Jornalismo, Douglas Tavolaro.

Alheia a todo o mise-en-scène da posse no DF, Marília Gabriela foi até Paris para virar o ano. Deixou entrevistas gravadas para a temporada a seguir, no SBT e no GNT.

Exibido como especial de fim de ano da Record, o conto As Mãos de Meu Filho, produção da Contém Conteúdo, sai ainda neste semestre em Blu-ray, com selo da Record Entretenimento.

O AXN prevê só para fevereiro ou março a estreia de novas safras e séries no canal. Quem espera por uma 2ª temporada de The Border, título de ação, pode cochilar.

Zico Góes ainda aparecia nos créditos dos especiais de fim de ano do GNT como diretor de Conteúdo do canal. E já é aguardado na MTV, onde volta a comandar a programação, a partir de hoje.

Dennis Carvalho mal parou para as ceias de fim de ano. Recupera o tempo perdido com a troca dos protagonistas de Insensato Coração, próxima novela das 9 da Globo, confirmadíssima para o dia 17.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.