João Cotta/Globo
João Cotta/Globo

Globo prepara protocolo de segurança para retorno às gravações de novelas

'Nossos criadores foram convocados a repensar a forma de escrever e de realizar para lidar com diferentes limitações', afirmou a emissora

Ubiratan Brasil, O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2020 | 05h00

Como ocorre com a principal novela da Australia, a TV Globo também se prepara para o retorno da gravação de suas novelas, ainda que sem data definida. Procurada pelo Estado, a emissora informa que já desenhou um Protocolo de Segurança para a retomada das atividades em seus estúdios. “Nossos criadores foram convocados a repensar a forma de escrever e de realizar para lidar com diferentes limitações, que vão impactar tanto a narrativa quanto os recursos de produção. As recomendações de cuidados valem para todas as etapas de produção, da pré-produção à atuação nos sets de gravação, incluindo logísticas de transporte, alimentação e regras para fornecedores, entre outras”, diz o comunicado.

Ainda segundo o informe, depois de conhecer tais práticas adotadas no protocolo, autores e diretores vão se reunir para avaliar a melhor solução para cada obra. As novas orientações também estão sendo apresentadas ao elenco. “Neste momento, a prioridade da Globo é viabilizar o ‘como gravar’ ainda sem uma definição sobre o ‘quando gravar’, alinhada à preocupação permanente com a segurança dos talentos e das equipes”, comenta Ricardo Waddington, diretor de Produção dos Estúdios Globo. Será um grande desafio, pois, em março, quando comunicou a interrupção da gravação de novelas e séries, a emissora alegou que evitar o contato físico é fundamental na estratégia da sociedade para conter a expansão do vírus. “E não há novelas sem abraços, apertos de mãos, beijos, festas, cenas de briga, cenas de amor, cenas de carinho, tudo aquilo que reflete a vida real, mas que, hoje, não pode ser encenado em segurança”, diz um informe, distribuído em março.

Certamente, haverá mudanças em todas as etapas produtivas. A começar pelo texto – autora de Amor de Mãe, novela das 21h que foi interrompida para a exibição de Fina Estampa, Manuela Dias já afirmou que pensa na possibilidade de incluir a covid-19 na trama. Afinal, depois de vários meses, haverá uma curiosidade do público sobre como os personagens vivenciaram o momento da quarentena. Assim, Davi, o ambientalista vivido por Vladimir Brichta, poderá fazer comentários sobre a pandemia.

Ainda que executivos da emissora não discutam sobre estética, o grande uso do streaming pelo público durante o isolamento social provocará uma transformação pontual na linguagem do audiovisual tradicional, acreditam os críticos.

Tudo o que sabemos sobre:
televisãoRede Globo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.