Glamour, só na ficção

O Estado acompanhou um dia de gravação de Viver a Vida, próxima novela das 9 da Globo

Alline Dauroiz, O Estado de S.Paulo

16 de agosto de 2009 | 00h40

Em um primeiro momento, pode soar glamourosa a proposta de assistir a um desfile de moda praia, à beira mar, na rua principal da charmosa cidadezinha de Búzios, Rio, com presença de atores do primeiro time da Globo. Trata-se, porém de uma gravação para o primeiro capítulo de Viver a Vida, próxima novela das 9, terça-feira passada.

Há 15 dias, a cidade virou set do folhetim de Manoel Carlos, que trata de superação e tem Taís Araújo no papel de Helena, top model que se apaixona por Marcos (José Mayer), pai da modelo rival, Luciana (Alinne Moraes).

"Não é para fazer foto dos atores fumando e descansando com o pé pra cima, hein?", avisa a assessora de imprensa da emissora aos fotógrafos.

O elenco está cheio de caras novas na TV, conforme prometido pelo diretor Jayme Monjardim. "Gente, vocês estão realizando um sonho meu", afirma Paloma Bernardi aos jornalistas, quando dava sua primeira coletiva de imprensa. A atriz que saiu de Mutantes, na Record, disse estar rindo à toa por ter conseguido o papel na Globo após anos de testes.

Prontos desde às 14 horas, os cerca de 300 figurantes do desfile, muitos de Búzios e praias próximas, não viam a hora de a gravação começar. Os que vieram do Rio pegaram o ônibus às 7h30. "Esse cheiro de churrasquinho está me matando", diz uma das moças às 18h30.

Quase cinco horas de espera e o diretor, enfim, grita "gravando". Quinze modelos profissionais, todas novinhas, entram e saem da passarela, um espelho d?água. O vento gelado do mar arrepia os corpos magrinhos das moças e faz sofrer os atores da "plateia VIP". José Mayer, Mateus Solano, Bárbara Paz, Letícia Spiller, entre outros famosos, aproveitam o intervalo e se juntam ao redor de Lília Cabral para esquentá-la.

Eis que surge Taís Araújo, linda, porém mais baixa, com seu 1,63 m, e curvilínea que as colegas de cena. Por causa do piso traiçoeiro, ela escorrega sete vezes. Alinne Moraes, ex-modelo, derrapa apenas uma.

"Corta!", diz o diretor, e um figurante sussurra: "Já vi que isso vai se repetir umas 300 vezes". Profético, o menino têm razão. A pausa para o jantar só sairia depois das 22h, e as gravações se arrastariam até as 4h.

Viagem a convite da TV Globo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.