Garotas Superpoderosas

Elas são belas super-heroínas que não precisam dos homens para serem felizes

Felipe Machado,

13 Fevereiro 2008 | 11h03

Se você não mora em Marte (não mora, se morasse não estaria lendo este texto), sabe quem é a Carla Bruni. Quer dizer, você acha que sabe. De acordo com a mídia, ela é a mulher que conheceu o presidente da França numa festa há três meses e hoje já é a primeira-dama. De acordo comigo, Carla tem uma identidade secreta: ela é uma Garota Superpoderosa.   Garotas Superpoderosas são super-heroínas e exercem uma força sobre a sociedade que é impossível explicar. Digo apenas que elas não precisam de homens para serem felizes. E é justamente dessa independência que nascem seus superpoderes.   Carla Bruni, por exemplo. Você acha que ela é uma mulher comum? Essa cantora e ex-modelo italiana/francesa de 41 anos já namorou Mick Jagger, Eric Clapton, Kevin Costner, Donald Trump e, agora, casou-se com Nicholas Sarkozy após um namoro-relâmpago. Não me pergunte como, mas descobri alguns de seus superpoderes:   Beleza: Desculpem as super-heroínas feias, mas beleza é fundamental. Há Garotas Superpoderosas que não têm esse poder, mas são raríssimas. Dizem que, alguns séculos atrás, a ministra Dilma Roussef seria uma delas.   Magnetismo: Em vez de próteses de silicone, as Garotas Superpoderosas têm gigantescos ímãs de personalidade implantados sob os seios. E podem ativá-los de várias maneiras: com um sorrisinho ingênuo, um olhar angelical ou uma frase divertida dita na hora certa. Os homens ficam fatalmente atraídos, como os ratos ficavam pelo flautista de Hamelin no conto dos irmãos Grimm.   Inteligência: O cérebro de uma Garota Superpoderosa é uma máquina extremamente complexa e objetiva. É por isso que elas sempre conseguem o que desejam e nunca precisam se preocupar com as opiniões dos outros. Isso confunde os homens, principalmente aqueles que não estão acostumados a ficar em segundo plano.   Espero que Carla Bruni e suas colegas não fiquem bravas comigo por revelar aqui seus segredos. Nenhum homem gosta de ficar na lista negra de uma Garota Superpoderosa. Nunca se sabe quando ela pode aparecer e salvar a sua vida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.