EFE/HBO
EFE/HBO

Game of Thrones: quem vai ficar com o trono?

Último episódio de ‘Game of Thrones’ vai ao ar hoje, na HBO; leitores do ‘Estado’ fazem suas apostas

Thaís Ferraz, Especial para O Estado

19 de maio de 2019 | 03h00

Daenerys, Jon, Arya, Sansa, Tyrion, Bran. A menos de 24 horas do episódio final de Game of Thrones, que vai ao ar neste domingo, 19, às 22h, no canal HBO e na HBO GO, fãs da série ainda não sabem quem pode ficar com o trono de ferro – ou mesmo se ele continuará existindo.

Atenção: a partir de agora, o texto contém spoilers da 8.ª temporada da série.

Os Sinos, episódio que foi exibido no último domingo, 12, embaralhou muitas cartas. Cersei Lannister, que teve sua frota naval dizimada e viu Porto Real queimar antes de morrer soterrada, está fora do jogo. Daenerys, comprometida a incendiar inimigos e inocentes. Abatido, Jon Snow já não é obedecido por seus companheiros. Quem ressurge é Arya, coberta de sangue e cinzas, tentando salvar cidadãos do reino inimigo.

Se o episódio bateu recordes de audiência – foram 18,4 milhões de espectadores norte-americanos, entre televisão e serviços de streaming da HBO –, a popularidade dos roteiristas não parece estar tão em alta. Indignados com os rumos da série e dos personagens, fãs chegaram a criar uma petição online pedindo um ‘remake’ da temporada. Quase um milhão de pessoas assinaram o documento. 

A insatisfação dos fãs da série e alguns ‘furos’ no roteiro abrem brechas para que teorias invadam as redes sociais. Em uma delas, Jon mata Daenerys e foge para a muralha. Em outra, Sansa se torna a protetora do Norte. A mais ousada afirma que Bran, o Corvo de Três Olhos, será rei, constituindo um conselho que contará com Tyrion e outros ‘sábios’.

Em uma enquete lançada no portal no dia 6 de maio, o Estado pediu que seus leitores opinassem sobre quem deveria ocupar o trono de ferro. Jon, Daenerys e Sansa foram os favoritos, com 39%, 21% e 14% dos votos, respectivamente.

Defensora de Jon Snow, a técnica em ótica Josy Narciso não acredita que ele se tornará rei. “Ele seria um excelente governante, é honrado, honesto e ético. Mas seria um final previsível demais”, afirma. “Além disso, ele não quer o trono de ferro.” Josy destaca, no entanto, que não imagina um final com Jon morto. “Acho possível que o seriado termine sem Daenerys, sem Winterfell, sem Westeros, sem Essos, até com os caminhantes brancos voltando”, diz. “Mas, de alguma forma, o personagem dele estará presente. Seja como rei, protetor do Norte ou mesmo de volta à patrulha da noite.”

O estudante de engenharia de produção Robson Porfírio acredita que quem merece o trono é Daenerys. “Ela tem esse objetivo desde o começo, é quase uma questão de meritocracia”, afirma. Ele destaca a jornada da personagem, de ‘sombra’ do irmão à conquistadora de exércitos e libertadora de escravos.

Ao contrário de outros fãs de Daenerys, que estão indignados com a ‘transformação’ da personagem nos últimos episódios, Robson acredita que ela sempre teve uma veia ‘tirana’ – ao menos, contra inimigos. “Daenerys sempre foi impositiva e matou quando sentia sua autoridade ameaçada. Ela queimou reis de escravos assim como queimou Porto Real. A única diferença é que nós, telespectadores, ficamos mais chocados com o segundo caso”, afirma. Apesar da torcida, Robson acredita que Daenerys morrerá no último episódio.

Mesmo antes do ressurgimento heroico de Arya em Os Sinos, 11% dos votantes da enquete do Estado apostaram na jovem Stark. “Quem merece o trono é Arya. Ela é guerreira e justa desde criança”, afirmou a leitora Jamile Nonato. Muitos fãs que gostariam de vê-la ocupando o Trono, no entanto, destacaram que ela, assim como Jon, não tem sede por esse poder. 

Com tantas possibilidades, o que parece consenso é a imprevisibilidade do final. “Desde a Batalha de Winterfell, GoT tem tomado caminhos bastante inesperados”, diz Robson. “Foi tudo tão diferente das expectativas que eu já não sei o que pode vir no último episódio”, afirma. 

Para os fãs que não aprovarem o final, ainda há uma esperança: George R. R. Martin, autor da série As Crônicas de Gelo e Fogo, que inspirou Game of Thrones, ainda não finalizou os dois últimos livros. Ao menos na literatura, o destino dos Sete Reinos e de seus habitantes não está definido. 

Mais conteúdo sobre:
Game of Thronessérie e seriado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.