HBO via AP
HBO via AP

‘Game of Thrones’: Quem pode montar em um dragão?

Entenda a importância das relações entre cavaleiro e dragão para a saga de 'GoT'

Jennifer Vineyard, The New York Times

16 de abril de 2019 | 15h00

*Este texto tem spoilers de Game of Thrones

Finalmente, Jon Snow na garupa do dragão!

Desde a sétima temporada de Game of Thrones, quando ele acariciou Drogon pela primeira vez (e não morreu), fãs especulam se Jon alguma vez conquistaria uma montaria para si. O dragão Rhaegal sempre pareceu a melhor escolha para ele — e Kit Harington concorda. Agora tanto com Drogon quanto Viserion já escolhidos, Rhaegal era a única escolha dos Sete Reinos.

Mas Daenerys pode não entender a extensão completa de sair num encontro romântico nas costas do dragão com Jon. Ela não dividiu o dragão dela com ele, como fez com aqueles que resgatou na última temporada além da Muralha. Ela deu a ele. E Rhaegal é agora de Jon, para sempre.

Vamos retomar. Há muitas coisas que Dany não sabe sobre dragões. Afinal, ela cresceu numa era em que se pensava que os bichos estavam extintos, quando não havia mais domadores para ensiná-la a se conectar, montar ou batalhar com eles. E como ela pensa nos dragões como seus "filhos", provavelmente não ocorreu a ela que ela poderia ter que amansá-los.

Dany é sortuda, apesar disso — ela é talentosa. Jon claramente não é, provavelmente porque não teve a vantagem de segurar Rhaegal como um ovo antes de ser chocado, e o conhecido toda sua vida. Dany teve tempo de se adaptar, se conectar. E esse laço é na verdade uma forma de marca, que faz Drogon sentir a angústia de Dany em batalhas e vir a seu resgate. Quando Drogon é atingido por uma lança nos livros, "Dany e Drogon gritaram como se fossem um só".

O laço entre um dragão e seu passageiro é tão profundo, alguns dizem, que o dragão divide os sentimentos do seu humano (os dragões de um casal real já namoraram) e pode sentir quando seu humano morre. Dreamfyre, por exemplo, sentiu quando sua montadora, Helaena, morreu, mesmo que ela estivesse muito longe.

Por conta dessa ligação, um dragão aceita apenas um cavaleiro, embora aceite um novo quando o original morre. (Nenhuma dessas regras se aplica a Viserion, falando nisso, agora que ele é uma criatura). Maegor o Cruel teve que esperar seu pai, Aegon, morrer antes de poder montar Balerion, O Terror Negro.

O filho de um cavaleiro, entretanto, não herda automaticamente o dragão de um pai falecido. Não é como emprestar um carro da família. Joffrey, filho da rainha Rhaenyra, tentou montar Syrax, e apesar de ter familiaridade com a presença do dragão da mãe, o bichão lutou para se livrar dele, girando no ar até que ele caísse e mergulhasse para a morte. Joffrey poderia não ter morrido se tivesse usado uma sela tradicional, correntes ou um chicote com pontas de ferro, mas ele estava com pressa, e não o fez.

Isso é outra coisa que Dany não percebeu — Jon poderia ter tido uma tarefa um pouco mais fácil se tivesse as ferramentas adequadas. Ou se ela o levasse como passageiro primeiro, deixando-o de carona antes de tentar domar um dragão não domesticado. (Ela não teria sido capaz de domar Rhaegal antes porque um dragão não aceita um passageiro de outro).

Ser filho de Rhaegar provavelmente ajudou Jon um pouco, mas ninguém deve levar em conta um passeio de dragão como prova de sangue Targaryen. É um equívoco comum achar que apenas Targaryens podem montar — um equívoco vantajoso para os Targaryens perpetuarem porque os fazia parecerem "mais próximos dos deuses do que a linhagem comum dos homens". E nem todos os Targaryens montavam.

Muito tempo atrás, numa era em que os Targaryens tinham mais dragões do que montarias, eles abriram a chance para qualquer um que quisesse tentar conquistar seu próprio dragão. Uma das pessoas que conseguiu foi uma garota pequena, de pele escura e bastarda, chamada Nettles, que descobriu que alimentar um dragão com ovelhas frescas todas as manhãs era um jeito excelente de ganhar sua aprovação.

Alguns dizem que Nettles teria sangue Targaryen. Talvez. Mas seu exemplo é útil também para aqueles que não acham: Se você for amigável e persistente, dragões vão te considerar. O próprio Tyrion pode ter tido uma chance quando desacorrentou Viserion e Rhaegal. Infelizmente...

Até que Dany e Jon permaneçam numa boa, não deve ser um problema para ela que Rhaegal e Jon tenham se conectado. Mas se algo acontecer entre os dois — talvez em relação a uma incômoda revelação de incesto? — isso é uma coisa que ela não pode retomar. / Tradução Guilherme Sobota

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.