Divulgação
Divulgação

Gael García Bernal faz sucesso na TV em 'Mozart in the Jungle'

Ator foi premiado como maestro Rodrigo na série 'Mozart in the Jungle'

Yvonne Villareal - THE LOS ANGELES TIMES, O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2016 | 23h02

A produção da terceira temporada da série Mozart in the Jungle (intitulada aqui no Brasil de Sinfonia Insana), da Amazon, começa neste verão, e o protagonista, Gael García Bernal, sai do papel de maestro superstar Rodrigo de Souza com dois troféus: é um ganhador do Globo de Ouro e regeu, de fato, a Filarmônica de Los Angeles no Hollywood Bowl. O maestro venezuelano Gustavo Dudamel, diretor musical da orquestra e inspiração para Bernal no papel de Rodrigo, não só fez uma aparição-relâmpago no primeiro episódio da temporada como arranjou para Bernal filmar a cena conduzindo a Filarmônica no Hollywood Bowl. Interpretando Rodrigo, Bernal regeu a abertura de As Bodas de Fígaro, de Mozart. “Foi de mexer com os nervos”, disse Bernal. 

Atuar nessa série fez você pensar na música de modo diferente? 

Sim. Surpreendentemente, agora quando ouço música clássica, moderna ou de qualquer época, sei de certo modo onde estão os instrumentos, de onde o som vem vindo. É claro que faço isso com meus parâmetros, que são o básico do básico. O que é interessante na música é que ela não diz a mesma coisa a todos. Cada um tem uma história por trás da música. É esse o poder da música. 

Você é um ganhador do Globo de Ouro. Demais, hein? 

Fiquei realmente surpreso. Não esperava a indicação e depois não esperava ganhar. E, de repente, você ouve seu nome. “O quê? Uau! Isso é incrível”. Mas o que é mesmo fantástico, talvez até meio metafísico, é que a vida vai pelo mesmo caminho. No dia seguinte, eu tinha de fazer panquecas para meus filhos; ao mesmo tempo, havia uma outra vida, que tinha a ver com o personagem e a série. Subitamente, uma vida de ficção ganha asas maiores e Rodrigo cresce, entende? 

Qual foi sua reação ao saber que ia conduzir a orquestra no Hollywood Bowl, com Gustavo Dudamel?

 

Foi o próprio Gustavo quem propôs isso. Eu disse a Gustavo: “Ok, se você acha... Mas, honestamente, você é brilhante, mas acho que está fazendo o maior erro de sua vida”. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.